Clique e assine com até 75% de desconto

VW Polo GTS: veja tudo que será item de série ou opcional no esportivo

Modelo terá apenas um pacote de opcionais e deverá custar R$ 17.000 mais caro que um Polo Highline equivalente; Virtus GTS passa de R$ 108.000

Por Gabriel Aguiar Atualizado em 8 jan 2020, 17h12 - Publicado em 7 jan 2020, 17h11
Modelo já começou a chegar às concessionárias ainda como modelo 19/20 WhatsApp/Reprodução

O Volkswagen Polo GTS já chegou a algumas concessionárias do Brasil por R$ 103.440. O preço será cobrado por unidades com todos os equipamentos, como QUATRO RODAS antecipou em primeira mão.

Só que agora também tivemos acesso em primeira mão à lista completa de itens de série e opcionais do esportivo.

Segundo apuramos junto aos vendedores, apenas o pacote Beats Sound (código PH0) será cobrado à parte, por R$ 2.090, segundo fontes de concessionárias.

Ele incluirá sistema de som com dois tweeters, subwoofer e amplificador, além de divisória e rede no porta-malas. No Polo Highline, o mesmo pacote custa R$ 2.400.

Versão esportiva terá apenas um pacote de opcionais WhatsApp/Reprodução

De série, o Polo GTS já previa itens oferecido apenas como opcionais na versão Highline, como indicador de pressão dos pneus, frenagem automática pós-colisão e função que mantém os faróis acessos por alguns segundos ao destravar as portas ou desligar o carro.

Só que a novidade ganhou mais equipamentos.

Isso porque o kit GTS Tech, antes previsto para ser vendido à parte, passará a integrar os itens de série, com sensor de estacionamento dianteiro, antena tubarão, câmera de ré, detector de fadiga, quadro de instrumentos digital, central multimídia com GPS e sensores de chuva e luminosidade.

Revestimento que imita couro nos bancos não será oferecido no GTS WhatsApp/Reprodução

A lista ainda inclui ar-condicionado digital, chave presencial com partida por botão, airbags laterais, assistente de partida em rampa, controle automático de velocidade e saídas de ventilação para fileira de trás.

Continua após a publicidade

Faróis full-led – igual àqueles utilizados no Polo europeu e mais refinados que das demais versões nacionais –, start-stop, lanternas escurecidas, bancos com apoio de cabeça integrado e seletor de modos de condução são equipamentos inéditos na linha.

As rodas aro 17 têm desenho exclusivo, diferente do modelo de mesmo diâmetro oferecido como opcional na configuração Highline.

O irmão Virtus GTS terá pacote de equipamentos igual. E, completo, sairá por R$ 108.670.

Lançamento das versões GTS está previsto para o mês de fevereiro
WhatsApp/Reprodução

Serão seis as opções de cor. Em ambos os casos, somente a pintura sólida preta está incluída no valor de base. As opções branca e vermelha sólidas custam R$ 490, enquanto as metálicas prata, cinza e azul saem por R$ 1.570.

Polo e Virtus e GTS não contarão com a cor prata Tungstênio disponível em outras versões. Por outro lado, receberão um azul exclusivo: Biscay, enquanto o restante da gama oferece a opção Night.

O conjunto mecânico das versões GTS será exatamente aquele utilizado pelo já aposentado Golf e que continua vivo em Jetta, Tiguan e T-Cross: motor 1.4 turbo flex com até 150 cv de potência e 25,5 mkgf de torque, sempre associado a câmbio automático de seis marchas.

  • Preços estimados de Polo GTS, Virtus GTS e itens opcionais

    Polo GTS: R$ 99.780;
    Virtus GTS: R$ 104.850

    Pacote Beats Sound: R$ 2.090 (acrescenta dois tweeters, subwoofer e amplicador, divisória ajustável do porta-malas e rede para bagagens).

    Pintura sólida: R$ 490 (exceto Preto Ninja);
    Pintura metálica: R$ 1.570.

    Continua após a publicidade
    Publicidade