Clique e assine por apenas 8,90/mês

VW Nivus: o que as três versões trazem de série – e o que ficam devendo

Modelo conta com bom pacote de equipamentos e opcionais, mas fica devendo em alguns quesitos, como câmbio manual, motor 1.4 e assistente de estacionamento

Por Renan Bandeira - Atualizado em 5 Maio 2020, 15h39 - Publicado em 1 Maio 2020, 07h00
Dianteira será diferente com grades maiores e sem detalhes cromados, como no T-Cross Overboost BR/Reprodução

O Volkswagen Nivus é um dos principais lançamentos do mercado nacional neste ano. Após flagras e uma breve apresentação sob camuflagem, o modelo teve a lista de equipamentos divulgada em primeira mão por QUATRO RODAS.

Serão três versões: Trendline 200 TSI (entrada, que pode na verdade ficar sem nome, como já ocorre com Polo, Virtus e T-Cross), Comfortline 200 TSI (intermediária) e Highline 200 TSI (topo). A última das opções terá o acabamento R-Line disponível, como o parceiro Autos Segredos já havia adiantado.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Os preços já divulgados por concessionários (mas ainda passíveis de mudança) são: R$ 79.990 pelo Nivus Trendline; R$ 88.990 pelo Comfortline; R$ 97.990 pelo Highline, sem contar opcionais nem pintura metálica.

O SUV cupê sairá de série com seis airbags desde a variante mais básica – igualando-se ao irmão maior T-Cross e com dois a mais que Polo e Virtus.

Continua após a publicidade

Além disso, possui desde a opção mais barata: direção elétrica, ar-condicionado manual, controles de estabilidade e tração, bloqueio eletrônico do diferencial, assistente de partida em rampa, faróis com retrovisores elétricos com função tilt down, banco traseiro bipartido, volante com ajuste de altura e profundidade, piloto automático, sensores de estacionamento traseiros e vidros elétricos.

Isso significa que o Nivus de entrada não terá quadro de instrumentos 100% digital.

Lanterna traseira será parecida com a do T-Cross, mas no Nivus ganhará iluminação Overboost BR/Reprodução

Grade frontal, coluna B, rack de teto e maçanetas são pretas. O conjunto óptico conta com faróis e DRL, as lanternas são em led, os retrovisores carregam setas, as rodas são de 16 polegadas e a central multimídia é de 7 polegadas.

Mais completo que as configurações simples do Polo, o Nivus sobe um degrau e compete com T-Cross 200 TSI em itens de série. No comparativo, ele só fica devendo faróis de neblina com auxílio de iluminação em curvas e sensores crepuscular e de chuva, que equipam o irmão maior desde a base.

Em contrapartida, o Nivus tem central multimídia de 7 polegadas, enquanto o T-Cross conta com o sistema de som “Media Plus” com rádio. Além disso, o Nivus Trendline conta com três pacotes opcionais: Interactive 1, Interactive 2 e Lights.

Continua após a publicidade
Nivus terá central multimídia inédita e cluster digital Reprodução/Internet

O primeiro soma: câmera de ré, retrovisores externos eletricamente rebatíveis e espelho interno eletrocrômico. O segundo acrescenta aos itens do Interactive 1: sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; sensores crepuscular e de chuva. Já o pacote Lights inclui: faróis de neblina com luz de conversão estática e lanternas traseiras de neblina em led.

Mas tornar os modelos equivalentes não deverá custar barato e elevará ainda mais o valor inicial do novo SUV. O T-Cross 200 TSI automático, lembremos, sai por R$ 86.890.

Os itens 2 e 5 desta primeira, o primeiro teaser do VW Play, “desapareceram” no Nivus. Isso significa que ele não terá nem carregador de celular sem fio nem assistente de estacionamento Arte/Quatro Rodas

Pouco acima vem o Nivus Comfortline, que parte de R$ 88.990. Ele conta com os equipamentos de série do Trendline mais:

Ar-concionado automático, câmera de ré, apoio de braços central para o motorista, duas portas USB traseiras, retrovisor interno eletrocrômico, faróis de neblina com luz de conversão, luz interna de led, monitor de pressão dos pneus, lanternas traseiras de neblina de led, quadro de instrumentos 100%¨digital, suporte para celular com entrada USB para carga, tomada 12V no porta-malas, borboletas para trocas sequenciais no volante e modos de condução.

Neste acabamento, as maçanetas das portas e os espelhos retrovisores são pintados na cor do carro. As rodas seguem com 16 polegadas, mas ganham novo desenho. O acabamento da coluna B é em preto brilhante.

Continua após a publicidade

Embora seja uma versão com valor mais elevado, ela ainda não oferece de série a nova central multimídia VW Play de 10 polegadas, que fica apenas como opcional.

Nivus estreará o novo logotipo da VW no Brasil Divulgação/Quatro Rodas

Além dela, os pacotes de adicionais oferecem:

Interactive 3: sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sensor crepuscular, sensor de chuva, sistema detector de Fadiga do motorista e sistema de frenagem automática pós-colisão

Design & View: aplicações decorativas no painel, bancos revestido de couro, kit cromo externo, manopla da alavanca do freio de estacionamento em couro, pedais esportivos com acabamento em alumínio, pneus 205/55 R17 de baixa resistência a rolagem e rodas de liga leve de 17 “Liberty”.

Mais completa que a de entrada, a variante nivelou o Nivus em relação ao T-Cross e aumentou a diferença para o Polo. Porém, ficou devendo a chave presencial que permite o destravamento do veículo por sensor e a partida do motor por botão.

Continua após a publicidade

A variante Highline é a mais completa do modelo. Ela vem de série com apliques decorativos no painel, bancos de couro sintético, detalhes internos cromados, sensores crepuscular e de chuva, detecção de fadiga, pedais de alumínio, frenagem automática pós-colisão e rodas aro 17 com o desenho “Mestics”.

A versão ganha ainda rack de teto prateado, acesso ao veículo e partida do motor sem chave, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e alerta de colisão frontal.

Porém, pode-se observar que também fica devendo a central multimídia VW Play, que surpreendentemente não é oferecida de série nem nesta versão, sendo colocada apenas como opcional. O mesmo vale para o acabamento esportivo R-Line.

Além disso, o carregador por indução visto no primeiro teaser do VW Play não equipará o modelo em nenhuma das versões, e ficará para o VW Tarek, que ainda carrega nome de projeto, mas que será lançado ainda esse ano pela marca alemã.

O pacote Tech & Beats deixará o Nivus Highline mais completo (e mais caro). Ele acrescenta piloto automático adaptativo, faróis full-led com luzes diurnas integradas, regulagem automática do facho de farol e sistema de som Beats.

Continua após a publicidade

No entanto, mesmo em sua versão mais completa e com todo os adicionais instalados, o Nivus fica devendo o sistema de estacionamento, start-stop, uma versão com motor 1.4 TSI – presente nos catálogos de T-Cross e Polo – e variante com câmbio manual.

As três configurações do SUV terão motor 1.0 turbo flex de três-cilindros que gera 128 cv e 20,4 kgfm de torque, aliado sempre ao câmbio automático de seis velocidades da Aisin.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Publicidade