Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Onix e HB20 lideram em 2020, mas Jeep e Gol dominaram as vendas diretas

Mesmo com queda de 45% em relação a 2019, Onix manteve larga vantagem na ponta. Top-10 escancara diferenças no perfil de varejo e venda direta

Por Eduardo Passos Atualizado em 5 jan 2021, 19h59 - Publicado em 5 jan 2021, 17h55
HB20 ONIX
Divulgação/Arte/Quatro Rodas

Calor, promessas de entrar na academia e Onix campeão de vendas do ano anterior. Poucas coisas representam tão bem o mês de janeiro no Brasil quanto esses fatos. E os dados mais recentes da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores só confirmaram essa tendência, ao menos em relação ao modelo da Chevrolet.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 6,90.

Nem mesmo problemas como os incêndios em circunstâncias polêmicas minaram o sucesso do hatch, que vendeu 135.351 ao longo de 2020. Esse número é 45% menor que as vendas de 2019, uma queda muito acima dos 21,6% registrados pelo mercado.

Entretanto, a margem na liderança foi grande: o Onix vendeu 54% a mais que o segundo colocado HB20. A variante sedã Onix Plus completou o pódio, com 83.392 novas unidades comercializadas.

No top-15, também há modelos como Fiat Strada, Ford Ka, Fiat Argo e o Renault Kwid. Um destaque é a dobradinha da Jeep, que emplacou Renegade e Compass com mais de 77% das vendas ocorrendo a frotistas, locadoras, PcDs e motoristas de táxi, entre outros habilitados à venda direta.

Renegade

Continua após a publicidade

O mesmo fenômeno ocorreu com o Gol: 70% de suas unidades saíram nessa modalidade, garantindo o sexto lugar no ranking geral. Em vendas a pessoas físicas, o clássico modelo é apenas 15º, atrás de modelos como Creta, Corolla, Tracker e Hilux.

Picapes abrem alas para novos motores

Seja por apego ou falta de variedade, o consumidor brasileiro segue optando por motores entre 1.0 e 2.0. Mas as picapes estão acelerando a mudança nesse cenário.

No caso dos automóveis leves, de 2,2 milhões de unidades vendidas, cerca de 894 mil (39,56%) trazem o ‘motor mil’, 1,3 milhão (59,01%) vêm com motores entre 1.1 e 2.0 e só 32 mil (1,43%) vêm com opções além do 2.0. E vale lembrar que nunca a oferta de pequenos motores turbo foi tão grande no Brasil.

Já nas picapes, o cenário é inverso: 1,62% da frota conta com motor 1.0 (são apenas os pequenos caminhões chineses) e 61,39% daí até os 2.0. Comuns em picapes, os motores maiores respondem por 43,79% das vendas em 2020.

Confira o top-30 carros mais vendidos no Brasil em 2020:

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 740

Continua após a publicidade
Publicidade