Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vídeo: você pagaria mais de R$ 100.000 em um VW T-Cross 1.0 TSI manual?

Confira as vantagens e desvantagens da versão de entrada do SUV da VW que custa R$ 104.190. Ele é equipado com câmbio manual e motor 1.0 turbo de 128 cv

Por Isadora Carvalho Atualizado em 13 Maio 2021, 17h18 - Publicado em 13 Maio 2021, 17h02

O Volkswagen T-Cross em sua versão de entrada é um modelo exemplar no portfólio da marca alemã. Explico o porquê: ele é o único VW com motor 1.0 turbo de 128 cv e câmbio manual de seis marchas não há outro veículo da fabricante com essa configuração.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90.

Além disso, SUVs manuais não estão entre as preferências do consumidor, com essas versões sendo historicamente as menos procuradas e oferecidas também. Jeep Renegade e Honda HR-V deixaram de oferecer versões manuais há algum tempo.

O VW T-Cross é um dos SUVs mais vendidos do país. No primeiro quadrimestre de 2021 foram 20.377 exemplares emplacados, garantindo o 5º lugar no ranking dos utilitários esportivos no Brasil. Devido a esse sucesso, decidimos reunir as principais vantagens e desvantagens da versão mais barata do T-Cross. Confira o nosso vídeo!

VW T-Cross 2021

Falando em preço, o SUV teve sucessivos reajustes de preço; a versão de entrada em questão custava R$ 84.990 fevereiro do ano passado e, agora, parte de R$ 104.190 um aumento expressivo de quase 20%. A intermediária, Comfortline, sai por R$ 127.390 e a topo de linha, Highline, chega aos R$ 136.890.

O preço é apontado em nosso vídeo com uma das questões negativas do SUV, assim como o fato do T-Cross ter um rival dentro de casa. Trata-se do Nivus, que pode oferecer melhor custo-benefício que o irmão, especialmente pelo pacote de equipamentos e preço. 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas Abril

Continua após a publicidade
Publicidade