Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vídeo: veja o que há de bom e ruim no Fiat Argo 1.0

Listamos cinco vantagens e cinco desvantagens da versão mais barata do Fiat Argo para te ajudar a decidir na compra

Por Igor Macario Atualizado em 13 Maio 2021, 13h55 - Publicado em 15 abr 2021, 19h22

O Fiat Argo já tem alguns anos de mercado e se tornou figurinha fácil entre os carros de aplicativo e nos pátios das locadoras, tamanha a popularidade do hatch da Fiat entre os frotistas.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90.

A versão de entrada do Argo nem sequer tem nome e atende apenas por “Argo 1.0”. O modelo parte dos R$ 61.640 e é pra lá de despida de itens de conveniência. Não espere mais do que o essencial, como ar-condicionado, direção assistida, vidros e travas elétricas.

O modelo não oferece amenidades como uma central multimídia, ou mesmo vidros elétricos, nem mesmo como opcional. Quem desejar esses itens, precisará partir para a versão Drive 1.0, que já beira os R$ 70.000.

  • Como extras, o Argo 1.0 pode trazer apenas limpador e desembaçador traseiros, e preparação para som, unidos num único pacote que custa cerca de R$ 1.500.

    Entre os pontos positivos, no entanto, o Argo se destaca pelo bom acabamento e por ser curiosamente divertido de dirigir, a despeito de ter apenas 77 cv extraídos do motor 1.0 de três cilindros.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    CAPA 743
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade