Clique e assine por apenas 5,90/mês

Vazou o Nissan X-Trail, futuro rival de Jeep Compass e VW Tiguan no Brasil

Nova geração do modelo deverá chegar aos Estados Unidos nos próximo meses. Por aqui, o SUV deve desembarcar apenas no próximo ano

Por Renan Bandeira - 17 abr 2020, 14h30
Nova dianteira adotou filosofia de design da marca Car Advice/Reprodução

Há duas semanas, a Nissan registrou as patentes do X-Trail no Brasil e aumentou os rumores da volta do SUV ao mercado nacional em 2021.

Desta vez, o modelo apareceu em fotos apresentando a nova filosofia de design da marca e casando exatamente com o desenho registrado no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Interior deverá dar mais espaço aos ocupantes Car Advice/Reprodução

As imagens publicadas por diversos sites estrangeiros mostram que o veículo parece maior que a geração anterior e confirma a semelhança com Sentra e Versa, recém apresentados, além do futuro Kicks.

Os flagras ainda mostram que o utilitário terá faróis duplos. Na parte superior, alinhadas ao capô, ficam as luzes de condução diurna, e mais abaixo, no pára-choque, serão alojados os faróis de led.

Assinatura Rogue na traseira refere-se ao modelo compatível ao X-Trail que é vendido nos EUA Car Advice/Reprodução

A traseira do modelo tem emblema na altura das lanternas, que são horizontais e divididas em duas partes pelo porta-malas. Além disso, o SUV deverá carregar o nome acima do alojamento da placa.

Continua após a publicidade

Por dentro, o SUV médio apresenta um painel de instrumentos digital e uma central multimídia, que deverá ser compatível a Android Auto e Apple CarPlay com espelhamento sem fio – igual a apresentada pela Fiat na nova Strada.

Interior tem acabamento em couro, mas que deve estar presente nas versões de topo Car Advice/Reprodução

Outros detalhes são: volante multifuncional, interior em couro, câmbio automático e um seletor de modo de condução – que devem equipar as versões mais completas do X-Trail.

Ainda não se sabe qual será o motor do SUV, porém, é esperado que ele mantenha o 2.5 naturalmente aspirado de 170 cv e 24 kgfm que equipava a geração anterior.

Outra opção é o 2.0 turbo de 271 cv e 39,8 kgfm de torque que equipa atualmente o Infiniti QX50.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de abril da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade
Publicidade