Dez pioneiros tecnológicos esquecidos pelo mercado

Inovações técnicas pioneiras no Brasil de que quase ninguém lembra

Câmbio automático

Interior do Galaxie LTD modelo 1976

Em 1969, o Ford Galaxie LTD inaugurou por aqui a transmissão automática. Quase 40 anos depois, em 2007, surgiu o câmbio automatizado (ou robotizado), mérito esse da Chevrolet Meriva Easytronic – um comodismo mais democrático.

 

Para-choque plástico

Volkswagen SP2

No passado, para-choque bom era de aço – e em geral cromado. Mas aí veio o VW SP2 em 1972, cujos para-choques de metal eram revestidos de enduro, material sintético semelhante à borracha, também usado nos frisos

 

Lanterna de leds

Idea Adventure modelo 2011 da Fiat

O facelift da Fiat Idea realizado em 2010 trouxe as primeiras lanternas com leds num nacional. Em 2005, ela ainda introduziu os vidros laminados laterais, opcionais nas básicas e de série nas top. Como ninguém notava, sumiram de vez em 2009

 

Avanço do distribuidor no painel

Simca Chambord

O Simca Chambord teve de 1964 a 1966 o comando de avanço do distribuidor no painel (à esq. do rádio). Outra inovação era o retorno automático da alavanca de seta por calor (graças a uma resistência que se aquecia após 3 segundos).

 

Painel digital

Painel com mostradores digitais do Monza Classic SE, da Chevrolet, modelo 1992

Ao escolher um Monza Classic com injeção na linha 1991 (sim, ele ainda podia ter carburador), ganhava-se de brinde o painel de instrumentos digitais, o maior atrativo da versão top do então reestilizado sedã. Depois viriam o Kadett GSi 1992 e o Omega 3.0i 1993.

 

GPS

Vectra GT, modelo 2007 da Chevrolet, durante teste comparativo da revista Quatro

O navegador do Vectra GT em 2007 era destacável, afixado no para-brisa por ventosa. Por isso muito carro zero chegou a ser entregue sem o item de série. Um ano depois, o Fiat Linea ganhou como opcional um GPS rudimentar integrado ao quadro de instrumentos.

 

Teto solar

Propaganda do Fusca, da Volkswagen, com teto solar, veiculado em 1964

Se o Romi-Isetta tinha teto inteiriço de lona para ajudar na ventilação (afinal ele não tinha janela), o VW Sedan 1200 1965 ofereceu o primeiro teto solar de fato. O apelido Cornowagen espantou quem gostasse do opcional e fez muito dono de Fusca fechar a abertura.

 

Embreagem automática

DKW Saxomat

Responda rápido: quem inaugurou o câmbio manual sem pedal da embreagem: Palio Citymatic ou Classe A? Errou. Em 1964, a DKW já oferecia o sistema Saxomat. Composto por uma bomba a vácuo, era acionado por um interruptor na alavanca.

 

Porta-luvas refrigerado

Interior do Omega CD 4

Além do primeiro CD player (opcional) entre os nacionais, o Chevrolet Omega, de 1992, dispunha de outro capricho digno de seu requinte: o porta-luvas refrigerado, que vinha só no modelo com ar-condicionado, que também não era de série.

Veja também

Computador de bordo

computador de bordo - fiat

Além do generoso espaço interno, o maior legado do Fiat Prêmio de 1985 foi mesmo a introdução do computador de bordo num carro brasileiro. Isso quando poucos usavam computador no trabalho – e quase ninguém em casa.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s