Clique e assine por apenas 8,90/mês

Sucessos do passado, Santana e Escort continuam à venda

Esses nomes da Volks e Ford são fortes na China e até hoje batizam a geração atual dos sedãs

Por Henrique Rodriguez - Atualizado em 2 Maio 2018, 10h56 - Publicado em 2 Maio 2018, 10h49
novos santana e escort china
Sedãs fazem sucesso no mercado chinês Arte/Quatro Rodas

Parece ser coisa da Autolatina, mas não é. Os Volkswagen Santana e Ford Escort ainda existem no mercado chinês e fazem bastante sucesso.

Mas, que fique bem claro: não são os mesmos carros que fizeram história por aqui, como o saudoso Santana ou o Escort – que já chegou no Brasil em sua terceira geração.

Volkswagen Santana China
Primeira geração do Santana foi fabricada na China entre 1985 e 2012 Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

No caso do Santana, até já foi. A primeira geração do modelo marcou o início da produção de automóveis na China, em abril de 1985.

Fez tanto sucesso que conviveu com a segunda geração, que apareceu por lá dez anos depois, em 1995.

Continua após a publicidade

O Santana foi o carro mais vendido da China por muitos anos e foi o carro favorito dos taxistas até sair de linha, em 2012, após mais de 3,2 milhões de unidades produzidas.

volkswagen santana china
Santana ainda é bastante comum nas mãos dos taxistas chineses Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Até hoje o velho sedã faz sucesso com os motoristas profissionais graças ao entre-eixos longo, de 2,65 m – 10 cm a mais que o modelo brasileiro, que foi descontinuado em 2006.

O sedã chinês ainda passou por reestilizações de gosto duvidoso antes de sair de linha, mas nunca abandonou os motores 1.8 e 2.0 AP.

Aliás, você sabia que o conhecido motor AP era um projeto militar e foi desenvolvido pela Mercedes-Benz? A gente conta a história aqui.

Continua após a publicidade
volkswagen santana
A nova geração do Santana tem até versões hatch e aventureira Divulgação

Mas o nome Santana continuou em uso. Um novo Santana, agora baseado na plataforma PQ25 do antigo Polo europeu, foi lançado ainda em 2012.

Com 2,63 m de entre-eixos, é vendido com motores 1.4 de 90 cv e 1.6 de 110 cv. Faz sucesso, mas não está entre os modelos mais vendidos da Volks na China.

volkswagen santana painel
Divulgação/Volkswagen

Hoje, Santana opção de carroceria sportback, meio termo entre hatch e perua.

É o Grand Santana, disponível em versão normal ou Cross, com suspensão elevada e molduras nas caixas de roda.

Continua após a publicidade

O Ford Escort não tem legado na China. Suas primeiras gerações sequer passaram perto de serem vendidas por lá.  Só foi lançado em 2015 para substituir o Focus Classic, geração antiga do sedã médio que ainda era vendida por lá.

Ford Escort
Escort ganhou faróis e para-choque novos Henrique Rodriguez

Seria uma vingança histórica, afinal, o Focus substituiu o Escort nos países ocidentais.

O detalhe é que o próprio Escort é baseado no Focus antigo, mas tem algumas soluções de baixo custo, como o acabamento simplificado.

Hoje o Escort é o Ford mais vendido na China, onde não existe Fiesta ou Ka.

Continua após a publicidade
Ford Escort
Sedã ainda estreia lanternas de leds no Salão de Pequim Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

O Ford Escort aparece reestilizado no Salão de Pequim, que vai até o próximo dia 4 de maio.

Tem novos faróis e lanternas com leds e para-choque frontal com tomadas de ar maiores.

Por dentro, tem novo quadro de instrumentos e detalhes piano black no acabamento.

Ford Escort
Henrique Rodriguez/Quatro Rodas

Também entram na lista de novidades o banco do motorista com ajuste elétrico, central multimídia com tela de 8 polegadas, câmera de ré e partida por botão.

Continua após a publicidade

O Escort é vendido unicamente com o motor 1.5 Ti-VCT com 113 cv e 14,8 mkgf de torque.

Há opção de câmbio manual de cinco marchas ou Powershift, automatizado de dupla embreagem com seis marchas.

Publicidade