Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Startup promete alinhamento da direção em tempo real e com o carro andando

Doftek criou sistema que pode ser instalado em qualquer carro e pode alterar cambagem e cáster com o carro em movimento para melhorar estabilidade e consumo

Por Igor Macário Atualizado em 2 ago 2020, 22h33 - Publicado em 3 ago 2020, 07h00
Ângulos da suspensão mudam de acordo com necessidade Doftek/Divulgação

Imagine poder ajustar praticamente todos os ângulos da suspensão do carro de acordo com cada curva, automaticamente, em frações de segundo. É a proposta da startup australiana Doftek, que pretende melhorar o comportamento dinâmico e diminuir resistência à rolagem e até a temperatura de trabalho dos pneus.

A ideia não é nova, mas o “pulo do gato” da Doftek é ter criado um sistema que pode ser adaptado a qualquer suspensão convencional. Até então, esse tipo de ajuste foi apresentado em tipos de suspensão totalmente novos.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Esses sistemas eram inovadores, mas caros e complexos demais para jamais terem chegado às linhas de produção.

O AWAS usa sensores pra medir acelerações, frenagens e inclinações laterais para ativar um sistema eletrômecânico que move toda a torre da suspensão. Assim, altera os ângulos de câmber e cáster com o carro em movimento.

A vantagem é manter sempre máximo contato dos pneus com o solo, melhorando o comportamento do carro. A empresa também afirma conseguir diminuir o consumo de combustível em carros com motor a combustão e aumentar a autonoma em elétricos.

O sistema pode ser montado nos dois eixos e vem sendo testado na Austrália num Audi TT RS e num Mercedes-AMG GT S. Os dois modelos têm configurações de suspensão diferentes, o que ajuda os engenheiros a afinar o comportamento do sistema.

No Audi, o motorista pode escolher alguns parâmetros pré-definidos para como a suspensão deve se alinhar. No Mercedes, o funcionamento é totalmente automático, de acordo com a situação.

Continua após a publicidade

A intenção da Doftek é fazer um sistema que possa integrar as configurações de fábrica do carro, e não um acessório para instalação posterior.

Segundo a empresa, há negociações avançadas com uma montadora europeia para usar o sistema em seus carros. O sistema será produzido em larga escala por uma sistemista fornecedora e entregue à montadora para instalação na linha de montagem.

Empresa garante melhoria no comportamento Doftek/Divulgação

O AWAS é composto por uma central eletrônica e alguns componentes instalados na suspensão, como buchas e terminais específicos. Entretanto, outra vantagem é que praticamente não há aumento de peso no conjunto, o que elimina a necessidade de trabalho por parte da montadora para adaptar o carro ao AWAS.

O sistema também funciona perfeitamente em conjunto com amortecedores reguláveis magneticamente e eixos traseiros direcionais, por exemplo.

A ideia vem sendo trabalhada pelos fundadores da Doftek desde 2016. O engenheiro Geoff Rogers teve a ideia ao se frustrar com a impossibilidade de alterar a geometria de suspensão de seu Audi TT para uso em pista.

Doftek/Divulgação

Rogers se juntou à sua esposa Priscilla Rogers e ao engenheiro Paul Dowie para iniciar a empreitada. Os três são engenheiros mecânicos.

Enquanto as parcerias com sistemistas e montadoras não saem, o desenvolvimento do projeto conta com a ajuda de uma incubadora de projetos sustentada com recursos do governo australiano.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade