Clique e assine por apenas 8,90/mês

Segredo: Hyundai Creta vai mudar muito em 2020, e terá visual polêmico

Próxima geração do SUV tem previsão de chegar ao mercado no final do ano que vem, e herdará design controverso de ix25 chinês e Santa Fe

Por Paulo Campo Grande - 31 out 2019, 07h00
Modelo chinês dá pistas de como será o nosso Divulgação/Hyundai

Passado o lançamento do HB20, que estreou de uma vez só em todas as versões disponíveis, a Hyundai vai se concentrar na renovação do Creta, o outro modelo que produz na fábrica de Piracicaba (SP).

Segundo nossas fontes, o lançamento da segunda geração do Creta ainda demora: deve ficar para o final de 2020. Mas, com a apresentação da versão para o mercado chinês, no Salão de Xangai deste ano, é possível se ter uma ideia do que vem por aí.

Assim como na primeira geração, o Creta brasileiro não será idêntico ao ix25 chinês, mas também não será completamente diferente. O projeto é o mesmo, ou seja: divide plataforma e conteúdo. 

As alterações devem ficar no design exterior, na dianteira (faróis, grade, para-choque) e na traseira (lanternas e para-choque).

Continua após a publicidade

De acordo com uma fonte, o Creta nacional deverá adotar o visual proposto pela nova geração do SUV grande Santa Fe, recém-lançada no Brasil por R$ 297.300.

Hyundai Santa Fe 2019
Nova geração do Santa Fe também será inspiração visual Divulgação/Hyundai

Esse estilo foi adotado também no SUV compacto Venue mostrado no Salão de Nova York deste ano.

O interior, como na primeira geração, não muda porque desenvolver o ferramental de um painel é um dos custos mais elevados de um projeto.

Internamente, o ix25 trocou o painel em V por um conjunto horizontal, em que o console continua em destaque. Agora não mais por conta do design, mas em razão de um tablet retangular que acomoda a central multimídia do carro. 

Continua após a publicidade

Segundo nossas fontes, o novo Creta vai incorporar novos equipamentos de conectividade e segurança, como alerta de pontos cegos, assistente de mudança de faixa e frenagem de emergência autônoma.

Publicidade