Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Rodízio de veículos em SP volta aos horários normais na próxima segunda

Horários das restrições voltam ao normal para os horários de pico da manhã (7h às 10h) e da tarde (17h às 20h), de segunda a sexta-feira

Por Eduardo Passos Atualizado em 28 jul 2021, 15h51 - Publicado em 28 jul 2021, 15h37
Trânsito São Paulo
Rodízio de veículos funciona de acordo com a placa do veículo e os dias da semana Pexels/Divulgação

Após mais de 14 meses de alterações constantes, o rodízio veicular retornará ao esquema tradicional na cidade de São Paulo. A mudança valerá a partir da primeira segunda-feira de agosto (2/8), informou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) paulistana.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Com a mudança, voltam as regras bem conhecidas pelos motoristas da metrópole: na região delimitada pelo centro expandido da cidade, determinados veículos não poderão circular das 7h às 10h e das 17h às 20h, em dias úteis.

A ordem é definida pelo final da placa do automóvel, da seguinte forma:

Final da placa Restrição
1 e 2 das 7h às 10h e das 17h às 20h de segunda-feira
3 e 4 das 7h às 10h e das 17h às 20h de terça-feira
5 e 6 das 7h às 10h e das 17h às 20h de quarta-feira
7 e 8 das 7h às 10h e das 17h às 20h de quinta-feira
9 e 0 das 7h às 10h e das 17h às 20h de sexta-feira

Sempre relacionado ao grau de restrições no combate à pandemia em São Paulo, o rodízio vigora, desde 9/7, das 23h às 5h. A capital paulista adotou o rodízio em horário noturno para veículos leves em 22 de março, acompanhando o toque de restrição decretado pelo governo estadual.

Continua após a publicidade
  • “Com o anúncio, pelo Estado, do fim do toque de restrição a partir do dia 1º de agosto, o rodízio voltará ao formato tradicional na segunda-feira, dia 2 de agosto”, disse a CET em comunicado.

    O rodízio vale para automóveis e caminhões, sendo que os pesados podem circular nas vias limítrofes da zona, como as marginais Pinheiros e Tietê. O descumprimento do rodízio é fiscalizado por agentes de trânsito e, principalmente, câmeras.

    Descumprir a restrição pode acarretar infração média, com quatro pontos na CNH e multa de R$ 130,16.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Edição de julho

    Continua após a publicidade
    Publicidade