Clique e assine por apenas 5,90/mês

Renault se defende após crash-test do Clio

Marca diz que carro é tão seguro ou mais do que rivais

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 12h35 - Publicado em 25 jul 2013, 17h36
seguranca

A Renault se pronunciou sobre os resultados obtidos pelo Clio no teste de impacto do Latin NCAP, que classificou o veículo com zero estrela na proteção a adultos.

Em comunicado oficial, a marca ressalta que o veículo “foi testado sem airbag”, configuração esta que “corresponde à regulamentação em vigor nos mercados onde é vendido, já que as regulamentações sul-americanas ainda não exigem o airbag”. A Renault informa que “a partir de janeiro de 2014, todos os Novo Clio serão comercializados com airbag para o condutor e passageiro”, seguindo a lei que obrigará todas as fabricantes de automóveis a vender seus produtos com as bolsas infláveis e freios ABS a partir do ano que vem.

A montadora diz que a versão testada pelo Latin NCAP “tem um nível de segurança igual e até mesmo superior àquele de seus concorrentes diretos no segmento (Peugeot 207 Compact, VW Gol Trend 1.6, Fiat Palio ELX, 1.4 Chevrolet Celta, Ford KA Fly Viral, Chevrolet Corsa Classic e Fiat Novo Uno)”, alegando que, se o Clio tivesse sido testado em 2012, “o Novo Clio teria obtido uma estrela, assim como os seus concorrentes”.

Além de não ter obtido estrelas no teste de proteção a adultos, o Clio (chamado de Clio Mio em alguns mercados) foi avaliado com uma estrela na proteção a crianças.

Continua após a publicidade
Publicidade