Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Protetor de manete passa a ser obrigatório na Motovelocidade

Motovelocidade introduz medida para reduzir risco em acidentes

Por Ismael Baubeta Atualizado em 9 nov 2016, 11h54 - Publicado em 22 nov 2011, 11h24
Protetor de manete

A FIM – Federação Internacional de Motociclismo – publicou a decisão adotada pela Comissão de Grandes Prêmios, reunida em novembro em Valência, a obrigatoriedade das motos serem equipadas com um protetor na manete de freio. O objetivo é evitar que a mesma seja acionada em caso de acidentes ou colisões com outra motocicleta. Estes dispositivos devem ser suficientemente resistentes e funcionar com eficácia, além de serem desenhados de maneira a não levar perigo ao piloto. No caso da instalação ser feita em qualquer componente do freio, o fabricante do sistema deverá confirmar oficialmente ao diretor técnico, que o sistema não interfere nas frenagens.

Este equipamento já era visto nas motos de Marc Márquez, na Moto2 e de Toni Elias, e a intenção é evitar acidentes como o ocorrido com Sete Gibernau e Loris Capirossi no GP da Catalunha de 2006, quando o espanhol atingiu com seu manete de freio a moto do italiano e saiu catapultado da motocicleta.

Foram confirmados também os pesos mínimos para cada categoria. Na Moto3 o conjunto moto e piloto deverá superar 148 kg já nas categorias Moto2, MotoGP até 800 cc e MotoGP de 801 a 1000 cc considera-se apenas o peso da moto: 140 kg, 150 kg e 153 kg respectivamente.

Continua após a publicidade

Publicidade