Clique e assine por apenas 8,90/mês

Projeção: novo Toyota Yaris ficará assim para brigar com Polo, Onix e HB20

Hatch premium da marca japonesa receberá atualização visual leve em 2021, ganhando para-choque com traços inspirados no Yaris gringo

Por Leonardo Felix - Atualizado em 22 Maio 2020, 15h54 - Publicado em 25 Maio 2020, 07h00
Projeção do novo Toyota Yaris Overboost/Quatro Rodas

A Toyota já prepara uma pequena reestilização de meia-vida para a família Yaris, formada por hatch e sedã. Mas não se anime muito, porque nosso compacto continua sem ter qualquer conexão com o Yaris vendido em Europa e Japão.

Quer dizer… Haverá uma pequena semelhança nos nichos dos faróis de neblina, inspirados justamente nos traços do homônimo gringo. Porém, enquanto o xará internacional usa a plataforma TNGA-B, a mesma do Corolla, mas voltada a veículos compactos, o nosso aproveita a velha base indiana do Etios.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

O facelift será discreto e concentrado no para-choque frontal, que não é uma peça de metal. Logo, não haverá mudanças em processos de estampa de aços, o que significa um custo mais baixo de execução do projeto. O lançamento está previsto para 2021.

Continua após a publicidade

Um registro de patente vazado do instituto de propriedade industrial da Argentina, onde o Yaris brasileiro também é vendido, indica ainda que o modelo deve receber rearranjos na parte interna de faróis e lanternas traseiras, com divisórias similares às do Corolla no conjunto dianteiro e presença de leds.

Tirando o interior das lanternas, traseira não deve receber mudanças Overboost/Quatro Rodas

Foi com base nestas imagens que o canal OverBoost (presente no Instagram e Facebook) preparou duas projeções da dianteira e da traseira do novo Yaris, ambas cedidas gentilmente e em primeira mão a QUATRO RODAS.

Outras mudanças sutis são aguardadas no acabamento interno e no pacote de equipamentos, mas a motorização deve seguir a mesma: 1.3 de 101 cv e 13,2 kgfm ou 1.5 de 110 cv e 15,2 kgfm, ambos quatro-cilindros flex com comando variável de válvulas e gerenciados por câmbio manual ou CVT.

Não há previsão, por enquanto, da aplicação da tecnologia híbrida flex ao Yaris, embora a própria Toyota já tenha divulgado o plano de eletrificar todos os produtos disponibilizados no mercado brasileiro até 2025 (o Yaris, inclusive, deve ser o último a passar pelo processo).

Continua após a publicidade

Com as mudanças, a Toyota espera recolocar o Yaris em boa posição no segmento de hatches compactos premium, no qual o modelo se tornou mero coadjuvante na briga contra novo Chevrolet Onix, Hyundai HB20, VW Polo e afins.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Publicidade