Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Procon-SP multa Ford em R$ 10 mi por queixas ligadas ao câmbio Powershift

Montadora foi autuada por infringir o Código do Consumidor entre 2013 e 2016 ao não responder corretamente às reclamações dos clientes com problemas

Por Igor Macario Atualizado em 13 Maio 2021, 14h14 - Publicado em 1 abr 2021, 19h33
EcoSport 4WD e Powershift
Câmbio Poweshift era opcional nos Ford Ecosport e Fiesta Divulgação/Ford

O Procon de São Paulo multou a Ford em R$ 10,5 milhões por infrações ao Código de Defesa do Consumidor relacionadas aos problemas do câmbio automatizado Powershift, alvo de recall em vários mercados do mundo. As infrações ocorreram entre 2013 e 2016, quando o problema foi detectado e começou a aparecer em milhares de unidades também no Brasil.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

Segundo o Procon, o órgão foi inundado de reclamações de proprietários dos Ford Focus, Fiesta e Ecosport, que sofriam com problemas no funcionamento do câmbio e não recebiam a devida atenção da Ford.

powershift
Câmbio Powershift do Ford New Fiesta Acervo/Quatro Rodas

Os modelos eram acometidos por barulhos, trepidações. superaquecimentos e necessitava de constantes trocas do kit de embreagens do sistema. A Ford reconheceu o problema na época e promoveu trocas gratuitas de componentes e até estendeu a garantia das unidades afetadas para cinco anos ou 160.000 km.

O câmbio Powershift equipou 36% dos Fiesta, 37% dos Ecosport e nada menos que 83% dos Focus vendidos no Brasil até 2016.

Continua após a publicidade

Ainda assim, a resposta da Ford não foi considerada satisfatória aos consumidores brasileiros. Principalmente depois que o Procon soube do acordo de RS 170 milhões firmado com grupos de consumidores nos Estados Unidos, de forma a evitar uma ação judicial conjunta naquele país.

Por aqui, a marca não tomou qualquer atitude semelhante, se limitando a consertar os carros defeituosos. “Em razão da resposta negativa e das inúmeras reclamações de consumidores não atendidas referentes ao problema no câmbio, o Procon-SP entendeu que a empresa infringiu o CDC”, disse o Procon em comunicado.

  • Powershift
    83% dos Focus vendidos no Brasil têmo câmbio Divulgação/Ford

    Segundo o artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor, “os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade”.

    Ford sabia

    Para piorar a situação da Ford, foi descoberto que a marca sabia dos problemas relacionados à caixa de câmbio antes mesmo de seu lançamento no mercado em 2010. Desde o período de testes, o sistema apresentava os mesmos defeitos que posteriormente surgiram nos carros de compradores.

    Ainda assim, a Ford preferiu lançar o produto e depois procurar por soluções, instruindo os concessionários a confirmar que os ruídos e trepidações eram características naturais do funcionamento e que não havia problema.

    A anuência da Ford em relação ao assunto foi comprovada por diversos relatórios e correspondências internas sobre os problemas do Powershift. A caixa foi produzida pela Getrag, cuja Ford é uma das donas.

    capa 743
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade