Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Prefeitura de SP libera corrida de taxi com preço pré-determinado

Medida ainda está em caráter inicial e não é obrigatória

Por Cadu Tupy Atualizado em 9 nov 2016, 14h15 - Publicado em 7 jan 2015, 12h15
mercado

A Prefeitura de São Paulo, em texto assinado pelo seu secretário municipal de transportes, Jilmar Tatto, liberou em portaria que foi publicada no Diário Oficial da Cidade nesta terça-feira (6), a possibilidade de taxis cobrarem preços previamente combinados como os passageiros, sem o uso do taxímetro.

Caso o taxista forneça a possibilidade do serviço, cabe ao passageiro aceitar ou não, paga o pagamento da corrida em valor fechado em determinada distância na cidade. O custo da corrida será acertado de acordo com a quilometragem percorrida, o que resultaria em vantagem para o passageiro em momentos de grande congestionamento.

Pelos números divulgados uma corrida de 10 km, por exemplo, na bandeira 1, custará R$ 40 nesta nova opção, e qualquer aplicativo ou sistema de mapas de celular podem ser usados para medir a distância correta, sendo que o usado sempre será a possibilidade de menor quilometragem.

Para Jilmar Tatto, a nova possibilidade tem como objetivo “oferecer um sistema confortável e seguro para o passageiro e condutor graças as novas tecnologias que permitem o cálculo da rota”. O pagamento do preço combinado poderá ser feito antes ou depois da corrida.

Continua após a publicidade
Publicidade