Clique e assine por apenas 5,90/mês

Peças de museu: BMW e Mercedes-Benz vão abandonar os motores V12

Regras de emissões devem levar à extinção até dos V8 no futuro

Por Henrique Rodriguez - 27 fev 2019, 16h27
Versão esportiva com motor V12 tem até versão alongada Divulgação/Mercedes-Benz

Nem mesmo os grandes sedãs de luxo servirão de porto seguro para os grandes motores V12. Evolução das exigências de emissões de poluentes e consumo deve diminuir ainda mais a oferta de grandes motores nos próximos anos.

O Mercedes-AMG S 65, com motor V12 6.0 de 621 cv e 102 mkgf de torque, está com os dias contados. A fabricante anunciou que a oferta da versão mais potente será extinta em breve com o lançamento do S 65 Final Edition.

Motor V12 é mais potente que o V8 biturbo, mas não faz o sedã ser mais rápido Divulgação/Mercedes-Benz

A versão V12 do Classe S é uma opção exótica dentro da linha. Apesar da potência e do torque maiores, ele é mais lento que o S 63 com seu V8 4.0 biturbo de 600 cv e 90 kmgf de torque, que seguirá à venda.

O Audi A8 abandonará o motor W12 Divulgação/Audi

As conterrãneas Audi e BMW seguirão o mesmo caminho. A próxima geração do Audi A8 não terá opção de motor W12 e esta decisão também poderá afetar a oferta deste motor em carros da Bentley, como o SUV Bentayga.

Por sua vez, a BMW pode eliminar de sua linha não só o motor V12 como também os V8. A informação é do BMW Blog, que avança que a próxima geração do Série 7 (que deverá surgir em 2022) terá apenas motores de quatro e seis cilindros.

BMW Série 7 não terá motores V12 e V8 na próxima geração Divulgação/BMW
Continua após a publicidade
Publicidade