Novo Toyota Camry chega ao Brasil por R$ 189.990

Discretamente incorporado ao configurador do site da marca, sedã grande tem plataforma de Prius e motor V6 3.5 de 310 cv

Para-choque quase todo tomado por filetes horizontais é a única opção disponível no brasil

Para-choque quase todo tomado por filetes horizontais é a única opção disponível no brasil (Reprodução/Toyota)

Quase um ano após estrear no Salão de Detroit (EUA), a nova geração do Toyota Camry chega ao Brasil de forma discreta, surgindo no configurador da marca na internet.

Partindo de R$ 189.990, o sedã grande será vendido em versão única, disputando espaço com Honda Accord, Volkswagen Passat, Hyundai Azera e Ford Fusion, além das versões mais baratas de Audi A4, BMW Série 3 e Mercedes-Benz Classe C.

Enquanto nos Estados Unidos o Camry dispõe de duas opções visuais para a dianteira, no Brasil apenas uma delas está disponível.

Além do logo da Toyota sustentado por espécies de asas, o para-choque é quase todo tomado por uma grade de filetes horizontais, que alargam visualmente o sedã. O aspecto de esportividade fica completo com os vincos pronunciados do capô. Os faróis, afilados, têm leds e iluminação de xenônio.

Traseira do sedã de 4,89 metros remete aos Lexus com lanternas que invadem as laterais e a tampa do porta-malas

Traseira do sedã de 4,89 metros remete aos Lexus com lanternas que invadem as laterais e a tampa do porta-malas (Divulgação/Toyota)

De lado, o modelo tem rodas de 18 polegadas e um forte vinco na altura das maçanetas que nasce e morre na lateral. No perfil traseiro, um vinco que desce das lanternas remete aos modelos da Lexus, marca de luxo vinculada à Toyota.

Atrás, o destaque é o conjunto de lanternas, totalmente iluminadas por leds, que invadem as laterais e a tampa do porta-malas. Por dentro, o acabamento pode ser preto ou bege.

Interior do Camry pode ser preto ou bege, sem alteração nos preços, segundo configurador do site

Interior do Camry pode ser preto ou bege, sem alteração nos preços, segundo configurador do site (Reprodução/Toyota)

A lista de equipamentos do novo Camry inclui ar-condicionado digital de três zonas, chave presencial, sete airbags, bancos de couro, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, computador de bordo com tela TFT de 8 polegadas, central multimídia com tela de oito polegadas e câmera de ré.

Quem vai atrás, além do comando exclusivo de temperatura do ar-condicionado, é servido com um painel digital no apoio de braços também com funções de reclinamento do banco, áudio e abertura/fechamento de uma cortina elétrica nos vidros traseiros.

No banco de trás, um painel digital permite que os ocupantes tenham seus próprios ajustes de temperatura, áudio e inclinação do banco

No banco de trás, um painel digital permite que os ocupantes tenham seus próprios ajustes de temperatura, áudio e inclinação do banco (Reprodução/Toyota)

A única variante de preços do modelo fica para a cor da carroceria. São sete cores diferentes: preto, marrom, vermelho, azul, branco e dois tons de prata. Apenas o branco tem acréscimo de R$ 340, elevando o preço para R$ 190.330.

O motor é um V6 3.5 Dual VVT-I (comando de válvulas variável) de 310 cv e 37,7 mkgf. O câmbio é sempre automático de oito marchas.

Versão única tem leds diurnos e faróis de neblina. Na imagem, a configuração norte-americana do modelo

Versão única tem leds diurnos e faróis de neblina. Na imagem, a configuração norte-americana do modelo (Divulgação/Toyota)

Vale destacar que a plataforma do novo Camry é a TNGA, ou seja, a mesma que dá origem aos atuais C-HR e Prius, além da futura geração do Corolla. São 4,89 metros de comprimento, 1,84 de largura, 2,83 de entre-eixos e 593 litros de capacidade do porta-malas.

GRANDES RIVAIS

Visual da versão Hybrid é igual ao da Titanium Fusion é o rival mais barato do Camry e tem até versão híbrida

Fusion é o rival mais barato do Camry e tem até versão híbrida (Pedro Bicudo/Quatro Rodas)

O Fusion é o mais barato da turma em todas suas versões. A de entrada, equipada com motor 2.5 flex de 175 cv, parte de R$ 119.990, enquanto a topo de linha, Titanium, com motor 2.0 turbo Ecoboost de 248 cv e tração integral, começa em R$ 155.900. O sedã da Ford oferece ainda a versão híbrida por R$ 160.900.

Frente guarda semelhanças com outros Honda atuais Principal rival do Camry, Honda Accord é R$ 27.490 mais barato

Principal rival do Camry, Honda Accord é R$ 27.490 mais barato (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Depois do norte-americano, é a vez do rival histórico do Camry: o Accord. Também com um V6 3.5, porém de 280 cv, o sedã da Honda é vendido em versão única por R$ 162.500.

Veja também

O Passat vem logo em seguida, por R$ 178.130, também em versão única com motor 2.0 turbo de 220 cv. Por último, quem mais encosta no Camry é o Hyundai Azera, por R$ 179.990, e motor V6 3.0 de 250 cv.

Outros alvos do novo Camry são as versões mais baratas dos alemães Audi A4, Mercedes-Benz Classe C e BMW Série 3, todos na faixa de R$ 150.000 a R$ 200.000.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Jiraya Uzumaki

    A Toyota está se superando. Consegue lançar um carro mais feio que o outro. Está na hora de despedir a equipe de designers.

  2. EDUARDO MARTINS DOS REIS

    Fusion nunca mais! Compre um Camry e seja feliz!

  3. Leonardo de Pádua

    Preço competitivo diante do conjunto oferecido comparado com os concorrentes.