Clique e assine por apenas 8,90/mês

Novo Renault Sandero só chega em 2022, mas projeção antecipa o visual

Reestilização profunda terá como base a plataforma B0 utilizada desde a primeira geração, mas o hatch deverá receber motor 1.0 turbo por aqui

Por Gabriel Aguiar - 27 mar 2020, 07h00
Novo Sandero terá visual inspirado no Clio europeu Kolesa/Reprodução

O Renault Sandero acabou de ganhar uma reestilização. Mas a nova geração já está a caminho e chegará ao Brasil em 2022 – e pode atrasar até 2023. O modelo terá visual inspirado no Clio europeu e, para antecipar as novidades, o site Kolesa já criou uma projeção.

De acordo com informações do parceiro Autos Segredos, o hatch (assim como o irmão Logan) terá uma atualização profunda da plataforma B0, utilizada desde a primeira encarnação. Com isso, o modelo já estará adaptado ao novo processo produtivo CMF da marca.

Modelo deverá chegar ao Brasil apenas em 2022 Reprodução/Reprodução

É basicamente o que aconteceu com o Duster recentemente: o SUV recebeu uma reestilização tão extensa que é confundido como uma nova geração por alguns, ainda que a própria Renault contradiga. Chamado pelo código XJF, o novo Sandero ficará até mais largo.

Por enquanto, não há detalhes de motorizações. O mais provável é que as versões de entrada mantenham o 3-cilindros 1.0 12V aspirado flex de 82 cv do modelo atual, enquanto as opções topo de linha deverão apelar à inédita configuração turbo deste mesmo motor.

Continua após a publicidade
Hatch é chamado internamente pelo código XJF Auto Express/Reprodução

É importante ressaltar que o modelo virtual criado pelos russos coincide em muitos detalhes com os flagras que já publicamos anteriormente. Com isso, dá para notar mudanças como o porte maior, a linha de cintura ascendente e a moldura mais fina das janelas.

Essa é apenas uma das novidades previstas pelo fabricante para nosso mercado nos próximos anos. Antes do hatch – e Logan, variante sedã do modelo –, a Renault prevê lançar por aqui o novo Captur reestilizado e também a picape Oroch baseada no novo Duster.

Porte do protótipo indica um modelo mais largo e, talvez, baixo que o atual Auto Express/Reprodução
Publicidade