Clique e assine por apenas 8,90/mês

Novo Lexus LS chega em 2018 com sistema autônomo desabilitado

Sedã de R$ 800.000 não terá o recurso por causa da legislação brasileira

Por Henrique Rodriguez - 26 out 2017, 19h58
Sedã topo de linha virá seu sofisticado sistema autônomo Divulgação/Lexus

A nova geração do Lexus LS está confirmada para o Brasil. Chega no primeiro trimestre de 2018 apenas na versão híbrida LS 500h, por cerca de R$ 800 mil.

Mas uma péssima notícia acompanha o lançamento. Por causa da legislação brasileira, será desabilitado um de seus maiores destaques: o sistema semiautônomo Safety System +A.

O recurso mantém o carro entre as faixas sem que o motorista tenha que pôr as mãos no volante. É capaz de desviar sozinho de pedestres e, em caso de desmaio ou sono do motorista, pode parar o carro em local seguro também sem intervenção humana.

Vendas serão iniciadas no primeiro trimestre de 2018

Continua após a publicidade

Os problemas relacionados à limitação da tecnologia não são exclusivos da Lexus. O novo Mercedes Classe S e o Audi A8 também virão ao Brasil com funções autônomas limitadas.

No caso do Audi, equipado com um sistema autônomo de nível 3, o motorista poderia até mesmo desviar sua atenção por completo até os 60 km/h. Por aqui, o Código de Trânsito Brasileiro não permite que o condutor tire as mãos do volante.

Pelo menos a mecânica do japonês tem tecnologia digna de um topo de linha. O motor a gasolina é um V6 3.5 aspirado com injeção direta capaz de operar tanto em ciclo Otto como em ciclo Atkinson.

Interior é todo revestido de couro e há apliques de madeira até no volante Divulgação/Lexus

No ciclo Atkinson, o tempo de expansão dos gases é maior que o da compressão. Assim, o motor tem de fazer menos força na compressão e aproveita melhor a energia liberada na expansão (quando o há a detonação da mistura ar-combustível). Assim, consome menos combustível em momentos de menor solicitação de potência.

Continua após a publicidade
O câmbio tem apenas quatro marchas, mas os dois motores elétricos transformam elas em 10 Divulgação/Lexus

Dois motores elétricos compõem o sistema Multi Stage Hybrid, que inclui o câmbio automático de quatro velocidades. A sacada está em utilizar os motores elétricos para aumentar a força do motor a gasolina em cada uma de suas marchas.

Assim é possível emular 10 relações e eliminar percepção de trocas. Os motores elétricos também conseguem trabalhar sozinhos usando a carga de uma bateria compacta e leve de íons de lítio.

Bancos traseiros fazem shiatsu e reclinam 48° Divulgação/Lexus

Não faltam mimos para os ocupantes. Além do enorme espaço interno proporcionado pelo entre-eixos de 3,12 m, há aquecimento e massagem (Shiatsu) para todos os ocupantes: a pressão fica por conta de bolsas de ar e o calor pode ser concentrado nas áreas do ombro e lombar. Os bancos de trás ainda podem ser reclinados até 48 graus.

Publicidade