Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novo BMW iX tem jeitão de carro conceito e será rival para Tesla Model X

Novo SUV é primeiro BMW concebido inteiramente para usar propulsão elétrica. iX tem 503 cv e visual futurista por dentro e por fora

Por Igor Macario Atualizado em 14 Maio 2021, 20h28 - Publicado em 12 nov 2020, 11h29
.
Novo iX tem proporções próximas às do X5, mas desenho único Divulgação/BMW

A BMW demorou, mas enfim revelou por completo seu primeiro SUV concebido inteiramente para ser um modelo elétrico, o iX. O modelo é do porte de um X5 mas, por ora, será o topo da gama elétrica da marca. A própria nomenclatura revela a importância do SUv para a BMW, que até então era chamado de iNext.

A estratégia é parecida com a da Audi, que posicionou o e-tron nas interseções entre seus SUVs convencionais. O iX tem proporções do X5, traços esportivos do X6 e itens que apenas o X7 traz, por exemplo.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5.90

E o visual certamente o destaca dos demais modelos da BMW. A grade frontal é semelhante à controversa peça usada no mais recente Série 4. O famoso “duplo rim” agora vai da linha do capô até a parte baixa do parachoque, dominando a dianteira. Os faróis do iX também são mais afilados, diferentes do esquema usado pela BMW há décadas, ainda que com diversas evoluções ao longo dos anos.

.
Divulgação/BMW

Atrás, chama atenção a grande tampa traseira, com as lanternas incorporadas à peça móvel. Também diferentes dos demais SUVs da marca, as lanternas são estreitas, de led, com o logo da marca ao centro da tampa. As linhas gerais são elegantes.

Por dentro, mais diferenças. O iX remete ao i3, o primeiro modelo totalmente elétrico da BMW. A cabine é minimalista e muito moderna, além de também usar materiais diferentes dos usuais couro e metal. Os bancos têm encostos de cabeça integrados e toda o interior foi pensado para maximizar o uso do espaço.

.
Divulgação/BMW

Para tanto, o painel central tem apenas a tela central do sistema multimídia e estreitas saídas de ar. No console central, separado do painel, ficam alguns comandos do sistema de som e entretenimento. Os comandos físicos foram reduzidos a apenas o essencial.

Continua após a publicidade
  • Os instrumentos são virtuais e o volante chama atenção pelo formato hexagonal, lembrando o de carros mais esportivos.

    .
    Divulgação/BMW

    Impulsionando o iX, vão dois motores elétricos que entregam 503 cv combinados. Segundo a marca, o conjunto é suficiente para levar o SUV de 0 a 100 km/h em menos de 5 segundos.

    As baterias têm mais de 100 kWh de capacidade, que devem fazer o iX superar os 600 km de autonomia. Os números exatos ainda serão revelados. O modelo suporta recargas rápidas de até 200 kW.

    .
    Divulgação/BMW

    Segundo a marca, as baterias podem ser recarregadas de 10 a 80% em cerca de 40 minutos. Apenas 10 minutos plugado já são suficientes para devolver 120 km de autonomia ao conjunto.

    Além de toda a tecnologia do sistema de propulsão, o iX também será compatível com redes 5G de dados móveis, além de ter sistemas semiautônomos de condução e estacionamento. O iX será produzido na fábrica da BMW de Dingolfing, na Alemanha, a partir dos segundo semestre de 2021.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    .

    Continua após a publicidade
    Publicidade