Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

MotoGP: Luz verde para o GP do Japão

Risco de contaminação por radiação "insiginificante" garante corrida

Por Marcelo Brettas Atualizado em 9 nov 2016, 11h53 - Publicado em 27 jul 2011, 16h45
GP do Japão

Após o tsunami que devastou principalmente o nordeste do Japão, no início do ano, a etapa nipônica do Mundial de MotoGP, programada como uma das primeiras do calendário 2011, foi adiada e definido o dia 2 de outubro como nova data, mantendo Motegi como sede. Devido à proximidade desse circuito com a usina nuclear de Fukujima e o consequente risco de exposição à radiação, muitos pilotos planejavam boicotar a prova.

Para evitar polêmicas maiores os organizadores (Dorna Sports SL e FIM) encomendaram estudos e testes de uma empresa independente (ARPA) encarregada de avaliar os níveis de radiação na região. Foram medidos on níveis do ar e em alimentos da região de Motegi e o laudo que acaba de ser divulgado garante que o risco de contaminação por radiação durante a corrida é “insignificante” e, portanto, a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) decidiu confirmar a realização do evento.

Publicidade