Mitsubishi Pajero Evolution: o SUV de rali feito para as ruas

Versão radical do Pajero nasceu para homologar a participação do carro no rali Dakar e virou raridade

Apenas 2.500 unidades do Pajero Evo foram feitas no Japão (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

A Mitsubishi já era referência em veículos 4×4, mas ainda não havia se consolidado como grande força do rali Dakar no começo dos anos 90. Foi por isso que os japoneses resolveram fazer um novo carro de corrida baseado no Pajero para competir na categoria T2 da prova mais desafiadora do mundo.

Só havia um empecilho: a obrigatoriedade de produzir carros de passeio para concluir o processo de homologação. Nascia assim o Pajero Evolution.

Apenas 2.500 unidades foram produzidas no Japão. O projeto original foi feito sobre o Pajero duas portas (apelidado no Brasil de ˜Pajerinho˜) e sofreu várias mudanças, incluindo a adoção de uma nova suspensão do tipo duplo A na frente e independente do tipo multilink atrás – o projeto original tinha suspensão independente com barras de torção na frente e multibraços atrás .

Para-choques ganharam ângulos de entrada e saída maiores (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

O motor 3.5 V6 de 24 válvulas saltou dos 208 cv originais para 280 cv e ganhou um ronco inimaginável para um Pajero. O torque máximo foi dos 30,6 mkgf do Pajero convencional para respeitosos 35,5 mkgf.

Para-lamas foram alargados para acomodar os pneus maiores (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

A transmissão automática sequencial foi retrabalhada, ganhando engates mais curtos – rumores indicam que a Mitsubishi até cogitou adotar a caixa manual, mas teria desistido por receio de sofrer com novos problemas de durabilidade – como já havia ocorrido no Lancer Evolution. Já o sistema de tração Super Select permitia configurar o veículo apenas como tração traseira e tinha opção de bloqueio de diferencial.

Painel foi uma das poucas partes do carro que não foram profundamente modificadas (Mitsubishi/Divulgação)

Outros detalhes mereceram atenção especial dos engenheiros japoneses: a carroceria foi bastante alargada, a traseira ganhou apêndices aerodinâmicos espalhafatosos com cara de Batmóvel e os bancos fabricados pela Recaro são específicos para competição. Mas nenhum acessório era tão brega (e charmoso) quanto os para-barros.

Bancos Recaro eram revestidos em tecido (Mitsubishi/Divulgação)

De todos os exemplares fabricados no Japão, apenas 10 teriam vindo para o Brasil, segundo estimativa da própria Mitsubishi.

A maioria dos veículos foi convertida para participar de competições, e há registro de apenas um exemplar em estado praticamente original (só o revestimento dos bancos em couro em vez de tecido foge das especificações de fábrica) guardado na coleção dentro do autódromo Velo-Città, no interior de São Paulo.

Motor V6 de 3,5 litros rende 280 cv – e tem um ronco espetacular (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

As mudanças surtiram efeito e o Pajero Evolution dominou a prova de 1998, conquistando os três primeiros lugares no resultado geral – superando até os carros mais rápidos da categoria T3. A superioridade do PajEvo (carinhoso apelido dado pelos entusiastas do modelo) fica ainda mais evidente ao lembrarmos que o quarto colocado teria cruzado a linha de chegada cinco horas após o terceiro Mitsubishi.

Das 10 unidades que teriam vindo para o Brasil, apenas esta não teria sido modificada (Alexandre Battibugli/Quatro Rodas)

Embora tenha saído de cena discretamente apenas dois anos após seu lançamento, o Pajero Evolution escreveu seu nome na história do Dakar, conquistando dois dos 12 títulos da Mitsubishi em 37 edições do rali mais difícil do planeta.

Pajero Evolution venceu dois títulos do Dakar entre 1997 e 1999 (Mitsubishi/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s