Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mitsubishi assume desenvolvimento de “caça invisível” para o Japão

Programa F-X custará aproximadamente R$ 213 bilhões e deverá operar até meados de 2030 para se igualar a aeronaves chinesas

Por Gabriel Aguiar 9 nov 2020, 13h51
Caça invisível da Mitsubishi deverá ser operacional na próxima década 防衛省/Reprodução

Se a Mitsubishi parece desnorteada no segmento de automóveis – de acordo com dados da aliança com Renault e Nissan, a marca será responsável pelo desenvolvimento de mecânica híbrida –, no ramo de aviões será responsável por criar um “caça invisível” para o Japão.

Apesar do nome, a divisão aeronáutica pertence à Mitsubishi Heavy Industries (que há pelo menos 50 anos não controla a produção de carros) e não está sob comando franco-japonês. Esse braço também é responsável por defesa, energia e embarcações.

Batizado F-X, o próximo caça deverá substituir o atual Mitsubishi F-2, versão adaptada do norte-americano F-16, criado na década de 1970. Segundo a Reuters, o custo total do programa é estimado em US$ 40 bilhões (R$ 213 bilhões em conversão direta).

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Essa aeronave deverá ser operacional até meados de 2030, em tempo de se equivaler aos modelos em desenvolvimento na China. Para garantir a invisibilidade a radares, o novo F-X deverá terá pintura especial e compartimento embutido para armamentos.

Continua após a publicidade

F-2 será substituído pela nova aeronave “invisível” Jerry Gunner/Reprodução

Os primeiros esboços desse caça surgiram em 2016, quando o Mitsubishi X-2 “Shinshin”, primeiro protótipo com tecnologia “stealth” desenvolvido no Japão, realizou 34 voos com sucesso e 14 estudos de sensores, engenharia, motorização e novas tecnologias.

Além da própria Mitsubishi Heavy Industries – única empresa do país a enviar propostas de participação –, ainda deverão ser anunciados parceiros internacionais neste ano, como Boeing, Lockhead Martin, Northrop-Grumman, BAE Systems e Rolls-Royce.

Protótipo X-2 foi o primeiro com tecnologia stealth feito no Japão Força Aérea do Japão/Divulgação

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade

Publicidade