Melhor Compra: vale a pena comprar um Caoa Chery?

Está curioso para saber como são os carros do novo fabricante que chamam tanto a atenção do mercado? É só clicar em play!

Depois que a Chery se associou à CAOA, em novembro de 2017, a marca que passou a se chamar CAOA Chery e entrou em evidência no mercado.

A Chery estava no Brasil desde 2009, como importadora, e a partir de 2014, como fabricante, mas sempre teve presença discreta.

Tiggo 5x: foi o terceiro no comparativo entre doze SUVs compactos.

Tiggo 5x: foi o terceiro no comparativo entre doze SUVs compactos. (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Em janeiro de 2019, a CAOA Chery divulgou o balanço do primeiro ano de atividade da nova marca anunciando 131,6% de crescimento.

No período, a foram comercializadas 8.640 unidades o que é pouco se comparado com o volume de um carro com boa procura.

O Ford Ka, por exemplo, vendeu 8.534 unidades somente no mês de dezembro de 2018.

Chery Tiggo 2 Tiggo 2: reúne virtudes e defeitos.

Tiggo 2: reúne virtudes e defeitos. (divulgação/Chery)

Mas é bastante para uma marca no primeiro ano de mercado.

A CAOA realmente ajudou muito a Chery, com a divulgação maciça e agressiva dos carros e também com sua experiência e conhecimento.

A CAOA vende carros desde 1979, fabrica veículos para a Hyundai desde 2007, e em 2015 inaugurou seu próprio centro de pesquisa e desenvolvimento em Anápolis (GO).

QQ: seu principal atrativo é o preço.

QQ: seu principal atrativo é o preço. (Acervo Quatro Rodas/Quatro Rodas)

Mas não foi só a entrada da CAOA que mudou a condição da Chery no mercado porque a sociedade entre as empresa se deu em um momento de renovação da linha Chery.

Os lançamentos que viriam de qualquer modo apresentaram carros mais modernos e de melhor qualidade que os antecessores.

Arrizo 5: sedã tem motor 1.5 turbo e câmbio CVT.

Arrizo 5: sedã tem motor 1.5 turbo e câmbio CVT. (Roberto Assunção/Quatro Rodas)

Atualmente, a linha CAOA Chery reúne veículos das diferentes fases da Chery no Brasil: QQ, dos tempos que a Chery estava sozinha, e Tiggo 5x, Tiggo 7 e Arrizo 5, da fase atual.

O Tiggo 2 seria de uma fase intermediária uma vez que ele é um produto novo desenvolvido a partir de uma plataforma antiga, que serviu de base para o descontinuado Celler hatch e sedã.

Afinal, vale a pena comprar um CAOA Chery?

Tiggo 7: se saiu bem diante do líder Jeep Compass.

Tiggo 7: se saiu bem diante do líder Jeep Compass. (CAOA Chery/Divulgação)

Analisando diversos aspectos e revendo testes comparativos que fizemos nos últimos tempos, nós respondemos para você.

Assista o vídeo para conferir o que descobrimos.

Não esqueça de ativar as notificações para receber todas as novidades da QUATRO RODAS no You Tube e deixe seu comentário no vídeo. Queremos saber se você gostou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Fábio Abreu

    Comentário bastante claro e honesto do Paulo CG sobre os produtos atuais da Caoa-Chery. Mas ele esquece de um detalhe importante sobre o Tiggo2: não se trata de um produto novo feito sobre a base do Celer… mas do próprio Celer, reestilizado, e agora oferecido apenas em configuração “aventureira” e com nome novo. Então, à despeito das intenções do departamento de marketing da marca, onTiggo2 não é concorrente de Kicks ou Ecosport e mas sim de (Sandero) Stepway, HB20X e demais hatchs compactos em suas versões aventureiras. Portanto, nem tão competitivo em termos de preços ele é.