Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O que podemos esperar do Toyota Corolla GR Sport?

Sedã médio com visual esportivo teve seu lançamento no Brasil confirmado e pode surgir com motor 2.0 e conjunto híbrido

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 30 nov 2020, 10h21 - Publicado em 30 nov 2020, 08h00
Toyota Corolla GR Sport
Divulgação/Toyota

Iniciativas para tornar o visual do Toyota Corolla minimamente esportivo não são novas. No Brasil, começaram em 2006 com o lançamento do Corolla S (acompanhado da perua Fielder S). Tinha faróis com máscara nebra, saias nas laterais e nos para-choques e capa dos espelhos prateadas.

Black Friday na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 7,90

Depois, surgiram duas gerações de Corolla XRS com a mesma receita. O que nunca mudou foi a falta de qualquer alteração técnica no carro para torná-lo minimamente mais instigante que as versões convencionais.

Mas a Toyota não desistiu de explorar a esportividade do Corolla e prepara uma nova versão esportiva. Se trata do Toyota Corolla GR Sport, com visual em referência à Gazoo Racing, que também elaborou a Hilux GR-S, já vendida no Brasil.

Toyota Corolla GR Sport
Carro tailandês têm spoiler preto e régua traseira e maçanetas cromadas Divulgação/Toyota
O que é a Gazoo Racing?

Criada em 2015, a TOYOTA GAZOO Racing é a divisão esportiva da Toyota e está por trás todas as atividades de esportes a motor no mundo todo. Além de preparar as versões esportivas dos carros da marca japonesa, também tem equipes competindo nas principais competições do mundo, como o WRC, o WEC, as 24 horas de Nürburgring e o Rally Dakar. No Brasil, entrou na Stock Car na temporada 2020. 

A versão já está à venda em alguns mercados asiáticos e também na Europa, e teve seu lançamento no Brasil confirmado pela Toyota durante o lançamento da nova Hilux – que terá uma nova versão GR Sport em 2021, depois do sedã médio. A novidade havia sido antecipada pelo parceiro Autos Segredos.

Toyota Corolla GR Sport
Carro europeu tem frente sem plásticos cromados Divulgação/Toyota

O visual muda de acordo com o mercado. Se na Europa a distinção das versões normais se dá por acabamentos em preto brilhante espalhados pela carroceria, como nos retrovisores, frisos laterais e grade dianteira, além do teto e das rodas pintados de preto, em Taiwan o para-choque dianteiro é completamente diferente e ainda tem difusor traseiro. Faróis com máscaras negras são comuns aos dois.

Continua após a publicidade
Toyota Corolla GR Sport
Versão europeia tem spoiler traseiro diferente do asiático, mas para-choque não muda Divulgação/Toyota

Por dentro, o GR Sport de Taiwan também faz menos jus à fama de tiozão do sedã. As partes laterais e o encosto de cabeça dos bancos, além das portas recebem couro vermelho. No Corolla europeu quem predomina é a cor preta, em substituição ao cinza usual. Há parte central de tecido nos bancos, bordas brancas e costuras vermelhas, além de soleiras exclusivas para a versão.

Toyota Corolla GR Sport
Teto do GR Sport sempre é preto Divulgação/Toyota

Só que as inspirações de outros continentes não são tão animadoras quanto a mecânica, pois não se fala em acerto exclusivo para suspensão, direção ou qualquer outro ajuste.

Em alguns mercados o único motor é o 1.8 aspirado de 140 cv, já descontinuado no Brasil. Em outros, o GS Sport é sempre híbrido, com motor 1.8 e motores elétricos que entregam até 122 cv combinados, mas há lugares onde o 2.0 aspirado com injeção direta e 177 cv, com câmbio CVT de 10 marchas, também é opção.

corolla
Divulgação/Toyota

É possível que no Brasil o sedã médio esportivado seja oferecido tanto com o motor 2.0 quanto com o híbrido. Desta forma, poderia ser uma versão hibrida mais em conta, visto que as antigas versões esportivas eram baseadas na versão intermediária XEi. Hoje o Corolla Hybrid é sempre da versão topo de linha Altis, oferecida com dois pacotes de equipamentos. Na Tailândia, porém, a base do GR Sport é o Altis.

Toyota Corolla GR Sport
Divulgação/Toyota

De toda forma, com o motor 2.0 16V VVT-iE com 177 cv de potência a 6.600 rpm, quando abastecido com etanol, e 169 cv e 21,4 kgfm a 4.400 rpm, este será o Toyota Corolla esportivado mais potente de todos os tempos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa 739

Continua após a publicidade
Publicidade