Clique e assine com até 75% de desconto

Lada Niva terá nova geração depois de mais de 40 anos

Executivo descarta que nova geração será derivada do Renault Duster

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 18 jan 2017, 18h05 - Publicado em 18 jan 2017, 16h29
Lada Niva
Um dos primeiros carros importados após a abertura das importações, o Lada Niva foi vendido no Brasil entre 1991 e 1995 Divulgação

Lançado em 1977, o Lada Niva completará 40 anos neste ano. São quatro décadas desafiando o tempo, sem perder o aspecto antiquado e rústico e a fama de indestrutível que o sagrou ao redor do mundo. A novidade é que finalmente o Niva terá uma nova geração.

Quem confirmou o desenvolvimento de um novo Lada Niva foi Nicolas Maure, CEO da AutoVAZ, empresa subsídiária da Renault-Nissan e proprietária da Lada.

Lada Niva
Modelo é vendido até hoje com carrocerias de duas e quatro portas Divulgação

Sem ser muito específico, o executivo deixou claro que o novo Niva não será baseado na plataforma do Duster, algo que vinha sendo especulado há pelo menos quatro anos.

A imprensa russa levanta a possibilidade do novo Lada Niva ser derivado do XRay, um crossover com dimensões pouco menores que as do Duster. A Lada inclusive já mostrou o conceito Xcode, o SUV compacto derivado do Xray que poderia dar origem ao novo Niva.

painel Lada Niva
Painel é tão velho que não combina com um rádio dos dias atuais Divulgação

Uma verdade é que a segunda geração do Niva não terá o preço acessível como hoje: parte dos 450 mil rublos, o equivalente a R$ 24.500, com motor 1.7 a gasolina de 82 cv e tração 4×4 – que, a propósito, mantém acionamento por duas alavancas além da alavanca de câmbio.

Para efeito de comparação, o Xray parte de 550 mil rublos (R$ 29.900), equipado com motor 1.6 de 106 cv e tração dianteira. Mesmo assim, o Niva continuará com versões de duas e quatro portas e tração 4×4 em todas as configurações – com direito a acionamento eletrônico.

Motor Lada Niva
O estepe fica sob o capô até hoje. É herança da plataforma derivada do Fiat 124, que saiu de linha três anos antes do lançamento do Niva Divulgação

Apesar do preço acessível que tem hoje, o Lada Niva é exportado para um número cada vez menor de países. Além de alguns mercados da Ásia central e do Oriente Médio, chega em alguns poucos mercados da América do Sul.

Não poderia ser diferente: considerado o primeiro SUV com carroceria monobloco da história, seu projeto começou a ser desenvolvido em 1971 – quarenta e seis anos atrás. Isso deixa claro que segurança não é um de seus pontos fortes.

Lada Niva
Um Niva de entrada custa hoje R$ 24.500 na Rússia Divulgação

Vale lembrar que em 1998 uma joint-venture entre a AvtoVAZ e a General Motors lançou o Chevrolet Niva, um desenvolvimento à parte da plataforma do Niva equipado com motores Peugeot e Opel. Uma nova geração chegou a ser exibida em formato de concept car em 2014, mas a versão de produção nunca deu as caras.

O Chevrolet Niva foi feito para o mercado russo
O Chevrolet Niva foi feito para o mercado russo Divulgação/Chevrolet
  • Continua após a publicidade
    Publicidade