JAC T80 será o chinês mais tecnológico – e caro – do Brasil

SUV tem piloto automático adaptativo e alerta de colisão, mas custará cerca de R$ 130 mil

JAC T80 SUV tem design interessante; rodas têm 18 polegadas

SUV tem design interessante; rodas têm 18 polegadas (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A JAC Motors anunciou que ficará de fora do Salão do Automóvel deste ano, marcado para novembro.

Mas planeja para o mesmo mês o lançamento do T80, um SUV grande que será seu produto mais equipado e caro à venda no Brasil.

Com 4,79 metros de comprimento, 1,90 metro de largura, 1,76 metro de altura e 2,75 metros de distância entre-eixos, o JAC T80 tem sete lugares.

Por isso, será posicionado como concorrente dos novos  Volkswagen Tiguan, Peugeot 5008 e do Mitsubishi Outlander, além dos Honda CR-V e Chevrolet Equinox, com cinco lugares. 

JAC T80 As lanternas traseiras, de leds, estão fixadas na tampa do porta-malas

As lanternas traseiras, de leds, estão fixadas na tampa do porta-malas (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

O preço, contudo, ficará mais próximo de Peugeot 3008 e Jeep Compass: a JAC trabalha com preço estimado de R$ 130 mil.

O motor será um 2.0 turbo com injeção indireta semelhante ao da van T8, porém mais potente e com start-stop.

JAC T80 Motor 2.0 turbo não tem injeção direta, mas é todo protegido por capa plástica

Motor 2.0 turbo não tem injeção direta, mas é todo protegido por capa plástica (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A fabricante diz estar trabalhando em um mapa de injeção exclusivo para o Brasil, por conta da gasolina com até 27,5% de álcool.

Isso elevaria a potência de 190 cv para cerca de 200 cv, mantendo os 30 mkgf de torque – a van T8 tem 175 cv e 26,5 mkgf.

Este motor estará combinado ao câmbio automatizado de dupla embreagem (imersas em óleo, diga-se) e seis marchas. A tração é sempre dianteira.

Na China, a fabricante destaca que 74% da carroceria é composta por aços de alta resistência.

A suspensão tem conjunto McPherson no eixo dianteiro e multilink no traseiro.

JAC T80 Tela do quadro de instrumentos digital tem 12,3 polegadas

Tela do quadro de instrumentos digital tem 12,3 polegadas (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Não há, hoje, carro chinês mais tecnológico que o T80. Há quadro de instrumentos digital com tela de 12,3″, head-up display, quatro câmeras que garantem visão de 360° na central multimídia (como no Nissan Kicks), tampa do porta-malas com acionamento elétrico, direção elétrica, faróis e lanternas full-led e ar-condicionado automático dual-zone com saídas para a segunda e a terceira fileira de bancos.

A lista de equipamentos de segurança inclui piloto automático adaptativo, capaz de adaptar a velocidade do veículo ao fluxo da via, alerta de saída de faixa, alerta de colisão, sistema de frenagem de emergência e monitor de pontos cegos.

Apenas alguns de seus futuros concorrentes têm estes equipamentos e só nas versões mais caras.

JAC T80 Interior tem bom acabamento, mas plásticos que imitam fibra de carbono pecam pelo exagero

Interior tem bom acabamento, mas plásticos que imitam fibra de carbono pecam pelo exagero (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

No primeiro contato com o modelo, durante o Salão de Pequim, o JAC T80 chamou atenção pelos materiais de acabamento.

Enquanto o motor é é todo protegido por capa plástica, o painel tem superfície revestida de couro, as portas tem material emborrachado e o couro sintético dos bancos (com ajuste elétrico para os dianteiros) é de boa qualidade.

JAC T80 A grade esconde a câmera frontal e o radar do piloto automático adaptativo, que está sob a placa

A grade esconde a câmera frontal e o radar do piloto automático adaptativo, que está sob a placa (Henrique Rodriguez/)

Supera, por exemplo, o acabamento do Chevrolet Equinox. Mas o console central com textura que imita fibra de carbono é, no mínimo, exagerado. Sem contar que o estilo do painel, com quatro saídas de ar centrais, remete aos Mercedes.

Mas não basta entregar mais por menos. O grande desafio do JAC T80 será convencer o brasileiro a comprar o carro chinês mais caro do Brasil.

T5 será promovido a T50

Antes da estreia do T80 a JAC lançará no Brasil o T50. Na prática, é o SUV compacto T5 reestilizado e com nome e logotipos adaptados à nova fase da marca.

JAC T50 SUV compacto terá dianteira atualizada e novo nome

SUV compacto terá dianteira atualizada e novo nome (Divulgação/JAC)

O modelo ainda recebe novos para-choques, faróis e lanternas, além de grade com nova moldura e tampa do porta-malas redesenhada, adaptada às lanternas mais estreitas.

JAC T50 Lanternas traseiras estão mais estreitas

Lanternas traseiras estão mais estreitas (Divulgação/JAC)

Por dentro, destaque para o painel inteiramente novo, com a tela da central multimídia saltada. Seus botões físicos estão concentrados abaixo das saídas de ar centrais.

JAC T50 Painel é todo novo, mas acabamentos das portas e volante são os mesmos de hoje

Painel é todo novo, mas acabamentos das portas e volante são os mesmos de hoje (Divulgação/JAC)

O JAC T50 ainda receberá o novo motor 1.6 16V a gasolina de 138 cv que acaba de estrear no  T40 CVT.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. José Luiz Jr.

    130.000 num carro chinês? Ainda não… Quem sabe no futuro?

  2. Marcus Vinicius

    JAC T80 para ficar atrativo só se for na casa dos R$ 90.000,00

  3. Juarez Veras

    Os chineses caminham para veículos de qualidade numa velocidade maior que os japoneses e coreanos. Claro quê, com a ajuda das montadoras tradicionais. Enquanto japoneses e coreanos foram subsidiárias das grandes e como mercados pequenos, evoluíram aos poucos. Os chineses, ao contrário, tem um mercado gigantesco, e são procurados pelas grandes para transferência de tecnologia em troca de poder explorar seu mercado. O mercado de tecnologia é um bom exemplo. Na minha minha adolescência comprar um produto japonês Kenwood, Pioneer, Sony era show. Comprar um coreano CCE era suicídio. Hoje a Samsung é show, mas demorou. Enquanto os celulares top chineses não devem nada aos iphone ou samsung. Carros não serão exceção. Se tiverem pós-venda bons ninguém vai segura-los.

  4. FRANCISCO RONDON

    Estou há um ano e um mês, 33.000 Km rodados, com um Jac T5 CVT; não deve nada aos carros da Honda, Nissan, Fiat, VW, Ford (todos de grande porte) e Chevrolet (Chevetinho) que eu tive. Com Certeza vou trocar pelo Jac T50 CVT 1.6. O T80 é muito grande prá mim…