Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Impressões: novo BMW M340i não é um M3, mas é um bom sedã esportivo

Conhecemos, em primeira mão, o BMW Série 3 em sua versão mais potente antes do M3, que pode chegar ao Brasil em 2023

Por Guilherme Fontana I Fotos Fabian Kirchbauer
12 nov 2022, 09h15

Dirigir nas Autobahnen, no famoso sistema rodoviário alemão com trechos sem limites de velocidade, está no imaginário de todo entusiasta automotivo. E foi lá que QUATRO RODAS teve o primeiro contato com o novo BMW Série 3, entre as cidades de Garching e Regensburg, na região da Baviera.

Conhecemos o modelo em sua versão mais apropriada para a ocasião, diga-se: a esportiva M340i que deverá ser exportada para o Brasil, junto com a 330e, no futuro.

Por enquanto, temos apenas as versões equipadas com motor 2.0 turbo flex, igual ao do modelo antecessor, produzidas em Araquari (SC), com entregas começando agora.

Uma pequena dose de eletrificação é a principal novidade do M340i. Agora, o esportivo passa a ser um híbrido leve, com o auxílio de um sistema elétrico constituído por um motor-gerador, que substitui o alternador.

Fabian Kirchbauer Photography
Lanternas não mudam, ao contrário do para-choque (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Ele é alimentado por uma bateria de 48 V e oferece 11 cv a mais para ajudar nas acelerações. Apesar disso, ele não abriu mão do motor 3.0 turbo de seis cilindros a gasolina, de 374 cv e 51 kgfm.

De acordo com a BMW, o modelo é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e chegar aos 250 km/h de velocidade máxima, limitada eletronicamente.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

Desempenho é, de fato, um dos atributos mais marcantes do modelo. Suas acelerações fortes são condizentes com as rodovias de alta velocidade da Alemanha, com saídas e retomadas rápidas, acompanhadas de um belo ronco saído do seis-cilindros, com tons levemente agudos e direito a estouros no escapamento em trocas de marcha e reduções do rápido câmbio de oito marchas.

A direção precisa e progressiva também segue a receita de esportividade, assim como a suspensão, mais rígida e fechada (com cursos menores).

Fabian Kirchbauer Photography
Lateral segue com o típico perfil, de capô longo e traseira curta (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Nas ruas e estradas alemãs isso não trará maiores problemas, além do balanço típico de conjuntos mais rígidos. Já nas ruas brasileiras, com buracos, valetas, emendas e asfalto de má qualidade, os ocupantes certamente sofrerão pancadas mais fortes – reforçadas pelas grandes rodas de 18 polegadas calçadas com pneus 225/45 na dianteira e 255/40 na traseira.

Além da direção, a tração integral permitiu que o sedã mantivesse a rota das curvas do trajeto, sem escapadas, mesmo debaixo de chuva.

Também não há problemas com espaço no M340i. Os ocupantes do banco traseiro vão confortáveis e sem aperto, exceto um terceiro passageiro central, que terá problemas na acomodação dos pés pelo túnel central alto.

Continua após a publicidade
Fabian Kirchbauer Photography
Painel ganha conjunto curvo para multimídia e instrumentos (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

No porta-malas vão 480 litros de bagagem – volume bem maior do que os 365 divulgados para o modelo brasileiro. A diferença acontece pela presença do estepe temporário no porta-malas do modelo nacional, que não existe nos modelos vendidos na Europa.

À primeira vista, o Série 3 parece ter mudado pouco. Mas um olhar mais atento mostra que não é bem assim. Na dianteira, os faróis full-led agora têm formato menos recortado, sem o antigo degrau que havia na parte inferior. A grade ganhou barras duplas e o para-choque adotou aberturas maiores e mais angulosas.

Na traseira, as lanternas de led seguiram sem mudanças, enquanto o para-choque tem cortes e aberturas também mais destacados. Na versão M340i especificamente, a mais esportiva antes da extrema M3, as saídas duplas de escape têm formato retangular e há uma imitação de difusor de ar entre elas. De lado, as rodas têm desenho novo e acabamento diamantado.

Fabian Kirchbauer Photography
Bancos do M340i são de formato esportivo (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Essas alterações fizeram com que o Série 3 ganhasse ares ainda mais esportivos. Mas, fora isso, nenhuma alteração mais radical de estamparia foi feita, já que se trata de uma reestilização de meia-vida.

A maior novidade está na parte de dentro do modelo – que mantém alto nível no acabamento, com materiais emborrachados, couro e imitação de fibra de carbono.

Continua após a publicidade

Além do novo seletor de marchas, quase que disfarçado no console central, o painel agora tem um conjunto curvo de telas que representam o quadro de instrumentos (de 12,3 polegadas) e a central multimídia (de 14,9 polegadas), assim como no Série 4 e no SUV elétrico iX.

Com a mudança, o console do Série 3 fica mais limpo visualmente por perder alguns botões físicos, cujas funções passam a ser controladas diretamente na central multimídia, com conexão com Android Auto e Apple CarPlay.

Fabian Kirchbauer Photography
Espaço traseiro é bom para duas pessoas (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Por falar na central, não dá para ignorar o navegador nativo do modelo, de funcionamento confuso e que exige certo costume e aprendizado. Quando em uma rota, o sistema poderia apresentar cores mais contrastantes para melhor entendimento.

Além disso, há um atraso entre a posição do veículo e a rota indicada: é preciso ficar atento para não perder as entradas que, na tela, parecem estar mais distantes do que realmente estão. É bastante confuso.

Ainda entre os equipamentos, o M340i tem ar-condicionado de três zonas, head-up display, sistema de estacionamento semiautônomo, faróis altos automáticos, carregador de celulares por indução, memória de manobras (o carro faz o inverso dos últimos 50 metros percorridos, como para manobras) e sistemas de condução semiautônoma de nível 2.

Continua após a publicidade

Entre eles estão piloto automático adaptativo que funciona entre 30 e 210 km/h com função Stop & Go (quando o veículo chega a parar e, assim que o tráfego é liberado, volta a acelerar automaticamente), assistente de permanência em faixa e frenagem automática de emergência.

Fabian Kirchbauer Photography
Rodas têm acabamento diamantado e 18 polegadas (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Um sistema chamado de Active Navigation detecta (em rota no GPS nativo) quando é necessária uma mudança de faixa para acesso a uma saída na estrada, por exemplo, e cria uma leve força de esterço no volante no sentido da manobra.

Na linha 2023, o Série 3 não apenas mantém como reforça suas principais qualidades e características tipicamente alemãs: é bom de dirigir, tem esportividade na medida certa e ficou com uma aparência ainda mais atraente, por dentro e por fora.

Resta saber quais versões serão vendidas por aqui. Nossas apostas são em ao menos três: a nacional 320i, com motor 2.0 turbo flex; a híbrida plug-in 330e, que une um motor 2.0 turbo a outro elétrico; e a esportiva M340i, aqui apresentada. Também não podemos descartar versões inéditas e mais baratas.

Fabian Kirchbauer Photography
Versão esportiva do sedã tem dupla saída de escapamento (Fabian Kirchbauer/Quatro Rodas)

Veredicto

Bom de dirigir, bonito e tecnológico, o Série 3 mudou e reforçou suas principais qualidades.

Continua após a publicidade

Ficha técnica – BMW M340i

Motor: gasolina, dianteiro, long., 6 cilindros, 2.998 cm3, 374 cv a 5.500 rpm, 51 kgfm a 1.900 rpm
Motor elétrico: 48 V, 11 cv
Câmbio: automático, 8 marchas, tração integral
Direção: elétrica
Suspensão: ind. McPherson (diant.) e multilink (tras.)
Freios: disco ventilado nas quatro rodas
Pneus: 225/45 R18 (diant.) e 255/40 R18 (tras.)
Dimensões: compr., 471,4 cm; larg., 182,7 cm; alt., 144 cm; entre-eixos, 285,1 cm; peso, 1.725 kg; porta-malas, 480 l
Desempenho*: 0 a 100 km/h, 4,4 s; velocidade máxima de 250 km/h (limitado eletronicamente)
*Dados de fábrica

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.