Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Holandesa Spyker decide processar GM

Empresa diz que americanos favoreceram acordo com chineses na venda da Saab

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 11h59 - Publicado em 9 ago 2012, 11h26
mercado

A montadora holandesa Spyker abriu um processo na Corte Distrital dos Estados Unidos cobrando 3 bilhões de dólares da General Motors.

A Spyker acusa os americanos de se omitirem no caso de falência da Saab, alegando que a GM “interferiu de forma intencional na transação” que teria permitido à chinesa Youngman Lotus Automobile Group assumir o controle da Saab. Antes da aquisição, os holandeses eram os proprietários da Saab desde 2010, quando a compraram justamente da General Motors.

Sendo assim, a Spyker acusa os americanos de facilitarem o acordo com os chineses, justificando que “apesar das intenções, a GM nunca se mostrou favorável à entrada da Saab na China”, mas quando foi procurada por investidores chineses, “a GM fez de tudo para assegurar o acordo de qualquer maneira, incluindo a divulgação de falsas informações”.

De acordo com o CEO da Spyker, Victor Müller, a empresa estava preparando o processo contra a GM desde a falência da Saab, anunciada em dezembro do ano passado. A Youngman Lotus também estaria pensando em processar a GM.

Continua após a publicidade

Publicidade