Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

GNV fica mais caro e preço já encosta no do etanol

Em alguns estados, que oferecem descontos no IPVA, o uso do GNV ainda pode ser vantajoso; sem estes descontos, o DF tem o maior preço do gás

Por Guilherme Fontana 20 Maio 2022, 08h45

Com uma alta de 37% nos últimos 12 meses, maior do que a da gasolina e do etanol, as vantagens econômicas do GNV (Gás Natural Veicular) têm sido colocadas em dúvida. Nas últimas semanas, um novo impulso nos preços fez com que o preço do metro cúbico do gás encostasse no valor cobrado pelo litro do etanol.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os últimos dias 8 e 14 de maio, o preço médio nacional cobrado pelo metro cúbico (m³) do GNV chegou a R$ 5,265. Como comparação, o litro do etanol, durante o mesmo período, foi de R$ 5,323.

Compartilhe essa matéria via:

Em maio de 2021, o GNV tinha o preço médio, segundo a ANP, de R$ 3,834, contra R$ 4,250 do etanol.

Continua após a publicidade

Válvula de abastecimento é instalada em área livre do motor
Válvula de abastecimento é instalada em área livre do motor Fernando Pires/Quatro Rodas

Ainda segundo as médias obtidas pela agência no período citado, o Distrito Federal aparece como o estado em que o gás é vendido pelo maior valor: em média, R$ 6,955 o metro cúbico. Por outro lado, o Mato Grosso, com média de R$ 3,190, tem o GNV mais barato do país. São Paulo aparece com a média de R$ 5,090, enquanto o Rio de Janeiro vende o gás a R$ 5,390.

Assim como nos demais combustíveis, a Petrobrás justifica a alta no GNV pela cotação internacional do petróleo e pela influência do câmbio.

Ainda é vantajoso usar GNV?

Apesar do valor praticamente empatado com o do etanol, o GNV ainda promete vantagens – mas que precisam ser colocadas na balança ao considerarmos que a conversão de um veículo pode custar entre R$ 4.000 e R$ 9.000.

Uma das promessas é o consumo, menor do que o do etanol – o que também dependerá da forma de condução do motorista. Além disso, no Rio de Janeiro e no Paraná, carros abastecidos a gás natural têm desconto no IPVA, que podem chegar a 75% do valor.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)