Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

GM quer migração dos carros a combustão direto para os elétricos no Brasil

Representantes acreditam que o etanol é uma saída mais fácil para chegar no futuro elétrico do Brasil

Por Bruno dos Santos
15 set 2022, 09h31

Bate papo entre representantes de Stellantis, General Motors, Anfavea e Toyota sobre o futuro da eletrificação no Brasil, durante o ABX22 (Automotive Business Experience) sinalizou rumos diferentes entre as fabricantes

O evento, que é um dos principais encontros de negócios sobre o ecossistema automotivo e mobilidade, aconteceu em São Paulo em 8 de setembro.

Stellantis, Toyota e Anfavea concordaram entre si que a solução da transição energética mais viável no Brasil é o etanol, especialmente híbridos flex. É um posicionamento diferente da GM, que planeja seguir diretamente para os carros elétricos, sem oferecer opções híbridas.

Mesmo com essa discordância, os executivos concordaram que o futuro do mercado é mesmo seguir na eletrificação. Antonio Filosa, presidente da Stellantis para América do Sul, Márcio de Lima Leite, presidente da Anfavea, e Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil, estão propensos a usar etanol junto da eletrificação para o caminho do elétrico no Brasil.

2024 Chevrolet Equinox
Chevrolet Equinox EV chega ao Brasil em 2024 (Divulgação/Chevrolet)

O diretor de relações públicas e governamentais da General Motors, Adriano Barros, porém, afirmou que ir diretamente para os elétrico é uma solução não só de redução da emissão de CO2, como de outros poluentes. E acrescentou que essa é uma decisão global da empresa e que o Brasil não ficará para trás.

Para Adriano, a indústria brasileira tem condições de desenvolver, produzir e exportar veículos elétricos, assim não precisando depender da importação dessa tecnologia. Também comentou que outros países da América do Sul estão com regras mais “rígidas” para eletrificação.

O presidente da Stellantis diz respeitar a posição da GM, porém discorda, dizendo que a combinação de biocombustível com a eletrificação é a forma mais rápida do Brasil chegar à emissão zero. Acrescentou que seus veículos têm 90% de peças nacionais.

2024 Silverado EV RST
Silverado EV também será vendida no Brasil a partir de 2024 (Divulgação/Chevrolet)

Com uma opinião parecida, o presidente da Toyota do Brasil afirmou que a eletrificação já não é mais uma questão do futuro, é o presente. Segundo ele, tudo depende da infraestrutura e situação energética de cada país.

“Como marca temos híbrido, híbrido flex, híbrido plug-in, elétrico e até célula de combustível. Estamos preparados para trazer qualquer uma delas, mas as novas rotas tecnológicas têm que ser práticas e sustentáveis, e, no caso do Brasil, isso aponta para o etanol”, disse Chang.

Compartilhe essa matéria via:

Por fim, o presidente da Anfavea, disse considerar este o momento mais desafiador e importante da história da indústria automobilística. Com a urgência do mundo pela eletrificação e alguns países não tem outra alternativa, porém o Brasil sim com o etanol. Ainda acrescentou que é uma tecnologia promissora para exportação.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.