Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Fórmula 1: São Paulo anuncia ingressos extras e corrida sprint

Com o avanço da vacinação contra a Covid-19 no estado, o evento terá 100% das arquibancadas ocupadas

Por Eduardo Passos Atualizado em 16 ago 2021, 14h31 - Publicado em 16 ago 2021, 14h00
Lewis Hamilton da Mercedes lidera a primeira volta do Grande Prêmio do Brasil
Se o GP de São Paulo estava em xeque agora planos envolvem casa cheia e feriadão festivo Heitor Feitosa/Veja

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (16), junto ao prefeito Ricardo Nunes, que a cidade de São Paulo receberá um novo formato de fins de semana da Fórmula 1 no Grande Prêmio da cidade, marcado para novembro.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Além disso, o avanço da vacinação permitiu que toda a capacidade do autódromo de Interlagos fosse liberada, de modo a liberar uma carga extra de ingressos à venda — antes em espera por conta de incertezas no combate à pandemia da Covid-19.

“Para a reabertura de vendas serão anunciados novos setores para o evento, tornando possível a ocupação de 100% as arquibancadas de Interlagos, graças ao sucesso da vacinação”, informou o Governo do Estado em nota.

Desse modo, iniciou-se o cadastro para uma lista de espera dos ingressos, que entrarão à venda por ordem de chegada a partir do dia 27 de agosto. O cadastro na lista, entretanto, garante anúncio ágil sobre a abertura das vendas assim que começarem.

Continua após a publicidade

Max Verstappen Red Bull GP Brasil de 2019
Em caso de cancelamento do Grande Prêmio de São Paulo, torcedores deverão ser reembolsados Mark Thompson/Getty Images

Para comemorar a liberação e extrair o máximo do evento, os governos municipal e estadual agora trabalham juntos para mudar a data da prova, que passa a ser chamada oficialmente de Grande Prêmio de São Paulo.

A ideia é transferir a prova para o fim de semana dos dias 13 e 14 de novembro, aproveitando o feriado da segunda-feira (15), quando comemora-se a Proclamação da República. “Se esse pedido for aceito, para nós aumenta muito o ingresso de receita na cidade e no estado. Poderemos ter uma expansão de 25% na receita da Fórmula 1 em São Paulo, chegando a R$ 140 milhões a mais (de receita) e geração de mais empregos”, justificou Doria.

Independentemente disso, garantem os envolvidos, ocorrerá o fim de semana com corrida sprint — estreado na etapa de Silverstone. Nesse esquema, a sexta-feira é usada para um treino classificatório à moda antiga, mas definindo posições para a corrida de 100 km do sábado.

A partir da colocação na corrida sprint é definido o grid de largada para a prova de domingo, com seis pontos distribuídos entre os três primeiros colocados.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Edição de julho
A edição 747 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Quatro Rodas/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade