Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Foi por pouco? Confira dicas para reduzir chances de acidente no trânsito

Há um jeito de treinar a atenção e aprender mais sobre riscos

Por Julio Cabral
Atualizado em 5 fev 2024, 14h05 - Publicado em 4 fev 2024, 11h49

“Por pouco” é uma expressão comum que exprime que algo não aconteceu por um triz. Assim é no dia a dia no trânsito. Um artigo da GEM (GEM Motoring Assist), entidade inglesa de segurança viária, aponta que alguns acidentes poderiam ser evitados com um pouco mais atenção e antecipamento. 

Entre os falantes da língua inglesa, o termo significa “quase erro” (near miss), mas pode ser bem condensado na expressão à moda brasileira.

“Por definição, um quase erro significa que nenhuma colisão aconteceu e que ninguém está ferido. Mas um quase erro é apenas um erro que não aconteceu graças à sorte interrompendo uma cadeia de eventos que poderia ser catastrófica”, diz  James Luckhurst, consultor de segurança viária. “É sabido que a maioria de nós nos vemos como motoristas acima da média, ainda assim, 94% dos acidentes são causados por falhas humanas”, completa.

Segundo a organização, refletir por que aconteceram esses “tão pouco” com mais calma pode ser a saída para evitar possíveis acidentes. Confira quatro dicas de segurança da organização.

Continua após a publicidade

1) Pense sobre os riscos nas suas jornadas. O risco pode vir de um trecho perigoso da via, de não fazer pausas, do tempo ruim, de velocidades “pouco sábias” ou da falta de foco na direção.

2) Espere o inesperado. Isso é particularmente verdadeiro em trechos familiares da estrada. Mantenha-se em guarda, antecipe o que pode acontecer e fique à frente da situação, em vez de ter que reagir urgentemente.  

3) Elimine o termo “de repente” do seu vocabulário de motorista. Identificando as potenciais áreas de risco, você pode se adaptar e ajustar sua velocidade e posição certa para se manter fora de encrencas. 

4) Aprenda com cada viagem. Tudo se saiu bem? Quando foram os maiores riscos. Tome um tempo depois para pensar porque aquele momento aconteceu. Você falou e não viu determinado veículo? Julgou mal a distância ou velocidade? Resolveu arriscar passar em algum semáforo? Mais importante, como você agiria de forma diferente da próxima vez para reduzir o risco?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.