Clique e assine por apenas 8,90/mês

Fiat Argo Trekking: este será o nome da versão aventureira do hatch

Configuração com conjunto 1.3 automático, apliques de apelo off-road e pneus de uso misto será lançada no segundo semestre

Por Leonardo Felix, Paulo Campo Grande, a37171 - 1 mar 2019, 09h00
Fiat Argo Trekking trará motor 1.3 FireFly acoplado pela primeira vez a câmbio automático Marlos Ney Vidal/Autos Segredos/Quatro Rodas

Já não há mais tanto segredo sobre o fato de que a FCA lançará ainda este ano uma versão aventureira do Fiat Argo.

Pois QUATRO RODAS descobriu que a versão não se chamará Adventure nem Way, como os modelos de apelo visual off-road da marca geralmente têm sido chamados. Muito menos Cross ou X, usados por outros fabricantes.

O projeto, conhecido internamente como X6HX, será batizado de modo definitivo como Argo Trekking, revivendo um nome criado nos anos 1990 para a picapinha do Uno, e que depois seria reaproveitado em versões da Strada e Weekend.

Mudanças serão bem sutis em relação às versões civis Marlos Ney Vidal/Autos Segredos/Quatro Rodas

Segundo fontes, a escolha se deu porque o Argo Trekking será enquadrado como um aventureiro intermediário.

Não terá uma caracterização tão drástica quanto modelos da linha Adventure, mas ao mesmo tempo será calçada com pneus Pirelli Scorpin ATR 185/65 R15 de uso misto, algo inexistente nos veículos que recebem o sobrenome Way.

Nas imagens desta reportagem, gentilmente cedidas pelo jornalista Marlos Ney Vidal, o Argo Trekking aparece com nível bastante baixo de camuflagem.

Continua após a publicidade

É possível perceber que o hatch será estilizado com apliques de plástico nos dois para-choques e nas caixas de roda, mas nada além. Não há sinais de adesivos aplicados à carroceria, pelo menos nos protótipos.

Argo Trekking terá pneus de uso misto Marlos Ney Vidal/Autos Segredos/Quatro Rodas

O lançamento deve ocorrer no fim do primeiro semestre, posicionando o Argo Trekking como versão intermediária na gama.

De acordo com o site Autos Segredos, ele promoverá a estreia do casamento entre o motor quatro-cilindros 1.3 8V FireFly, de 109 cv, com o câmbio automático de seis marchas existente atualmente apenas nas versões 1.8.

Tal conjunto deve em breve ser ampliado a toda a gama e também ao sedã Cronos, promovendo a extinção das configurações com caixa automatizada monoembreagem GSR, pelo menos na família de compactos premium da Fiat.

Também haverá configuração 1.3 manual com cinco marchas.

O modelo deve trazer de série itens como controle de estabilidade com assistente de partida em rampas, central multimídia com integração de celulares e rodas de liga leve.

Continua após a publicidade
Publicidade