Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Fiat 500 elétrico não será vendido na Europa

Veículo custará US$ 35 mil nos EUA

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 12h09 - Publicado em 27 nov 2012, 12h31
sustentabilidade

O 500e, versão elétrica do compacto 500, não será comercializado no mercado europeu. Com lançamento agendado para o segundo trimestre de 2013 nos Estados Unidos, o modelo será vendido primeiramente na Califórnia, sendo oferecido posteriormente em outros estados que já compram veículos elétricos. Mas não há planos de levá-lo a nenhum país do Velho Continente, pelo menos por enquanto.

A decisão de lançar o 500e atende ao pedido do governo norte-americano para incentivar as vendas de veículos movidos a eletricidade. Segundo o CEO da Fiat, Sergio Marchionne, a empresa terá um prejuízo de entre oito e 10 mil dólares para cada unidade vendida. A perda expressiva se justifica pelo elevado valor de 35 mil dólares a ser cobrado pelo 500e.

O esforço das autoridades americanas se justifica pelas discretas vendas de carros elétricos nos Estados Unidos. Entre janeiro e setembro deste ano, apenas 26 mil dos 11,9 milhões de veículos vendidos são movidos a eletricidade. Embora a quantidade seja pouco expressiva, o estado da Califórnia responde por 10% das vendas de carros elétricos, com 2.618 unidades comercializadas até setembro.

Continua após a publicidade

Publicidade