Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ferrari apostará em turbo e híbridos para reduzir emissões

Objetivo é diminuir em 20% o despejo de CO2 no ar até 2021

Por Rodrigo Furlan Atualizado em 9 nov 2016, 13h47 - Publicado em 24 jun 2014, 16h51
genebra-2014

A Ferrari estabeleceu uma meta para os próximos anos: reduzir progressivamente a emissão de dióxido de carbono (CO2) de seus carros, alcançando o total de 20% até 2021. E, para isso, investirá em modelos híbridos e carros equipados com motor turbo.

“No futuro, todos os nossos modelos V8 usarão turbo”, disse Vittorio Dini, diretor de Powetrain da Ferrari, em entrevista ao site Automotive News. O executivo também confirmou que os carros que contam com bloco V12 terão um sistema híbrido complementar.

Recentemente, a Ferrari deu indícios de que começaria a apostar em ambas as tecnologias. No ano passado, apresentou a LaFerrari, seu primeiro carro de passeio híbrido. Em março deste ano, foi a vez de mostrar a California T (foto), com bloco 3.9 V8 turbo.

Publicidade