Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ducati sonda Cal Crutchlow

Nos bastidores da MotoGP, equipe corteja o piloto britânico

Por Marcelo Brettas Atualizado em 9 nov 2016, 11h58 - Publicado em 21 jun 2012, 11h56
Inglês pode defender time italiano em breve

O anúncio da precoce aposentadoria de Casey Stoner tem provocado uma verdadeira reviravolta na MotoGP e a dança das cadeiras começou muito mais cedo do que o habitual. Agora é a vez da Ducati que abriu conversações com Cal Crutchlow e oferece um contrato de dois anos para que ele deixe a Yamaha e passe a defender suas cores na próxima temporada.

A performance do piloto britânico nas primeiras etapas da temporada 2012 tem impressionado a todos e o seu passe está valorizado. Crutchlow ainda conta a seu favor com o fato de não ter contrato para a próxima temporada com a sua atual equipe, Yamaha Tech 3, o que torna qualquer transferência ainda mais simples. O chefe da equipe Ducati, Vittoriano Guareschi, não nega o interesse da fábrica de Bolonha pelo piloto, mas admite que não será fácil “roubá-lo” da Yamaha nesse momento em que o piloto conquista resultados tão sólidos.

Mas, como nesse tabuleiro de milhões de dólares nenhuma peça se move sozinha, cresceram também os rumores nos últimos dias sobre uma possível volta de Valentino Rossi à casa dos três diapasões. Muito além da ainda fresca memória do sucesso dessa parceria, o que conspira a favor dessa solução é o forte apoio dos homens de marketing da Yamaha e também o daqueles que gerenciam o caixa da equipe e sonham com o retorno dos gordos patrocínios, como o da Fiat que abandonou a equipe juntamente com o ídolo italiano. Já Rossi, apesar dos resultados pífios com a Ducati, segue sendo um dos esportistas que mais faturam no mundo entre salários e patrocínios pessoais.

Uma única coisa é certa: muita água ainda vai rolar!

Continua após a publicidade

Publicidade