Drones vão gerar multas para motoristas infratores

Os equipamentos atuam nas vias do DF desde 18 de dezembro para flagrar condutores que cometem infrações

Agentes do Detran começam a fiscalizar motoristas em Brasilia com drones

Agentes do Detran começam a fiscalizar motoristas em Brasília com drones (Detran - DF/Divulgação)

Desde 18 de dezembro agentes do Detran passaram a usar drones nas vias principais de Brasília (DF) para flagrar imprudências ao volante.

Os drones conseguem identificar motoristas falando ao celular, desrespeitando a faixa de pedestres, estacionando de forma irregular e outras infrações de caráter comportamental – ou burlando a lei com “jeitinho”, em outras palavras.

“Os agentes operam em duplas ou trios e quando identificam uma infração realizam uma abordagem logo a frente, afinal os equipamentos não estão aptos a multar”, afirma diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca.

Segundo ele, a Resolução 532 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que autoriza a fiscalização por videomonitoramento, permitiria a autuação sem abordagem física, porém os equipamentos ainda não farão autuações remotas.

Com o auxílio dos aparelhos, o diretor-geral também espera diminuir o número de acidentes. Uma pesquisa da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet) revela que o costume de usar o celular ao volante é a terceira maior causa de acidentes de trânsito no país, com 54.000 vítimas por ano.

Os dois equipamentos disponíveis irão atuar nas principais vias da capital federal

Os dois equipamentos disponíveis irão atuar nas principais vias da capital federal (Detran - DF/Divulgação)

Para piorar, o número de brasilienses flagrados com smartphones enquanto dirigem saltou de 50.500, entre janeiro e novembro de 2016, para 64.800, no mesmo período de 2017, um crescimento de 22%.

“Esperamos mudar o comportamento dos motoristas. Este ano, diminuímos em 126 o número de mortes e queremos que chegue a zero”, diz.

As ações com drones serão coordenadas pelas equipes da Unidade de Operação Aérea (Uopa). Os agentes receberam treinamento e certificado da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar os aparelhos.

“Só nessa semana de operação já flagramos diversos condutores dirigindo com celular, mas também conseguimos identificar motoristas que escaparam de blitz policiais e após a abordagem descobrimos que os mesmo conduziam sob o efeito de álcool“, conta Fonseca.

Segundo o diretor-geral há um número reduzido de agentes efetivos nas ruas e os drones terão a capacidade de dar mais agilidade.

“Eles acabam conseguindo ver a irregularidade ou a necessidade de intervenção antes de estarem fisicamente em uma região. Uma pequena parcela da população reclama. Acha que qualquer fiscalização é um abuso de autoridade. Mas a maioria se sente mais segura.”

PRF planeja utilizar drones para ajudar na fiscalização

PRF planeja utilizar drones para ajudar na fiscalização (Reprodução/Internet)

A intenção é que a fiscalização por drones também aconteça nas rodovias que cruzam o estado. A Policia Rodoviária Federal já está em teste com drones no Mato Grosso Sul. Mas, segundo a PRF, ainda não há data definida para o começo da fiscalização.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Agora a sangria vai ficar forte, dinheiro vai entrar com força, com a politicamente correta alegação de evitar acidentes, estão fazendo assalto a drone, espero que os que estão lançando essa leis andem só de helicóptero e avião, pois, se tiverem carro, estão totalmente sem noção.

  2. Patricia Maldini

    investie em saude, educacao ninguem quer agora compra equipamento para tirar mais dinheiro do povo preciso nem falar o resto.