Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

De excesso de velocidade a farol vermelho: as multas mais aplicadas

Estudo da Unicamp/Zignet mostrou que mais da metade das infrações são por trafegar acima da velocidade permitida; SP é o estado que mais multa

Por Isadora Carvalho Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
22 dez 2022, 18h47

Atualmente é possível pagar uma multa de trânsito com 40% de desconto, parcelar no cartão de crédito e ser notificado pelo celular. Mas, nenhum desses benefícios atenua o transtorno – e o erro – de se ter cometido uma infração.

Segundo um estudo realizado pela Unicamp em parceria com a empresa de crédito Zignet, entre junho de 2021 e junho 2022, foram registradas 49.206.135 infrações, o que rendeu a quantia de R$ 11.383.935.034,71. Isso mesmo, mais de R$ 11 bilhões foram destinados às autoridades fiscalizadoras de cada estado. A média de valor para cada multa foi de R$ 231,35.

A CNH e o renavan do veículo devem estar livres de multas no período de um ano

Exceder o limite de velocidade em até 20% (infração média) foi a líder disparada, com 43,85% de participação no total. Foram 21.575.864 multas aplicadas por este motivo. 

Na sequência, apareceu exceder o limite de velocidade entre 20% e 50% do permitido, com 3.815.652 infrações (7,75% de participação). Neste caso, mais da metade das infrações cometidas pelos brasileiros são por excesso de velocidade.

Continua após a publicidade

Avançar o farol vermelho aparece em terceiro lugar, 5,55% do total, com quase três milhões de infrações, em seguida transitar em local/horário não permitido (rodízio) com 5,17% e em último aparece o de não usar cinco de segurança com quase 2 milhões de multas no período.

São Paulo na liderança

O levantamento apontou ainda que o estado de São Paulo é o que mais arrecada com a aplicação das penalidades. Das 49.206.135 infrações registradas, mais de 34% delas, ou 17.026.279, ocorreram em território paulista. O segundo estado que mais multou foi Minas Gerais, com 4.776.747 infrações, ou 9,71% do total.

Ponto a ponto

Continua após a publicidade

A pesquisa concluiu que 56,4% de todas as infrações cometidas no país foram de gravidade média. Na sequência, vieram infrações gravíssimas (39,69%), sem gravidade (2,72%) e as leves (1,15%). As infrações graves não chegaram a 1% do total de multas. 

Licenciamento atrasado

O levantamento ainda informou que foram aplicadas 586.199 penalidades por licenciamento atrasado. Isso teria rendido aos cofres públicos cerca de R$ 172.031.820,53. Vale lembrar que a multa por falta de licenciamento é gravíssima, com o valor de R$ 293,47.

Radar campeão de multas na Avenida Salim Farah Maluf

O estudo não detalha se a infração foi registrada por um radar ou um agente de trânsito. Mas, é possível concluir que boa parcela dessas infrações são computadas por meio de radares com inteligência artificial. 

Continua após a publicidade

Eles funcionam com uma tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres, que faz uma leitura completa dos dados do carro e consegue identificar veículos roubados, com licenciamento vencido e que estão proibidos de circular em algumas vias, como as que possuem restrições para caminhões. Na cidade de São Paulo, os aparelhos também identificam veículos que não respeitam o rodízio diário, que varia de acordo com os finais de placa.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.