Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Creta, Renegade e mais: estes são os últimos SUVs para PcD (ainda) à venda

Há cada vez menos SUVs para PcD e os que restam estão cada vez mais pelados; detalhamos um por um

Por Isadora Carvalho Atualizado em 7 out 2020, 23h26 - Publicado em 8 out 2020, 07h00
Arte/Quatro Rodas

Publicamos há pouco tempo que os SUVs para PCD dão prejuízo e correm risco de desaparecer. Isso se dá especialmente pela defasagem do teto de R$ 70.000 para a aquisição modelos com isenção de ICMS e IPI.

Para se encaixar no preço, a última tentativa sempre é o corte da lista de equipamentos de série. Itens como rodas de liga, faróis de neblina, sistema de som (central multimídia virou luxo raro), apoio de braço, luzes diurnas, sensor de estacionamento, câmera de ré e até o tampão do porta-malas são os primeiros a dançar.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

Em relação aos itens de segurança só é oferecido o que é exigido por lei, como airbag duplo e ABS e também o que logo será obrigatório: os controles de tração e estabilidade. 

É um sacrifício às vezes válido para os fabricantes. Para ter uma ideia do tamanho do mercado PcD, em 2019 foram vendidos 215.185 carros para PcD, segundo a Anfavea (Associação Nacional de Fabricante de Veículos).

  • Em 2020, apesar das vendas restritas pela pandemia, foram 144.168 exemplares comercializados exclusivamente para esse público – número que representa 15% do total de automóveis comercializados no período.

    Segundo fontes do mercado, a maioria dessas vendas está concentrada em São Paulo. O estado paulista foi responsável por 58% da comercialização de modelos PcD em 2019, seguido por Santa Catarina com 6,5%, Minas Gerais com 4,6% e Paraná 3,8%.

    Isso tudo para mostrar o quão importante é esse público para o mercado automotivo, muitas vezes para manter um volume de produção rentável para alguns modelos. E também de ver o potencial de crescimento, tendo em vista que boa parte dos estados brasileiros ainda têm participação pequena nas vendas exclusivas.

    Apesar dos percalços com preços e equipamentos, alguns fabricantes ainda mantém modelos exclusivos para PcD. Abaixo indicamos quais são os poucos SUVs que ainda seguem disponíveis. Também levantamos seus respectivos preços de tabela e com isenção, além do restrito pacote de equipamentos de série. Confira:

    Caoa Chery Tiggo 2 Look

    Chery Tiggo 2 frente 3-4
    Tiggo 2 possui visual atraente e sem exageros Christian Castanho/Quatro Rodas

    O Caoa Chery Tiggo 2 deverá receber um facelift nos primeiros meses de 2021, conforme adiantamos. Mas, o SUV de entrada da Caoa Chery mantém sua versão de entrada com câmbio automático com preço abaixo dos R$ 70.000.

    O modelo é bem completo: tem ar-condicionado digital, central multímídia com Android Auto e Apple Car Play, piloto automático e sensores de estacionamento. Ficou faltando controle de tração e estabilidade, que só está disponível na topo de linha, ACT.

    Preço original: R$ 69.490 / Preço PcD: R$ 54.662

    Ficha Técnica
    Motor: flex, dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16V, 1.496 cm³, 115/110 cv a 6.000 rpm, 14,9/13,8 mkgf a 2.700 rpm
    Câmbio: automático, cinco marchas
    Suspensão: McPherson (dianteiro)/eixo de torção (traseiro)
    Freios: a disco nas quatro rodas
    Direção: hidráulica
    Rodas e pneus: liga leve, 205/55 R16
    Dimensões: comprimento, 420 cm; largura, 176 cm; altura, 157 cm; entre-eixos, 255,5 cm; peso, 1.240 kg; tanque, 50 l; porta-malas, 420 l
    Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, rodas de liga leve, piloto automático, airbags duplo, freios ABS, central multimídia, câmera de ré e volante multifuncional.

    Ford EcoSport SE Direct

    A Ford oferece a versão exclusiva para PcD e a reserva do modelo pode ser feita direto no site da marca. Na linha 2020 ganhou sistema de proteção anticapotamento e já era equipado com os controles eletrônicos de estabilidade e tração, assim como o assistente de partidas em rampas.

    O SUV oferece também a nova central multimídia SYNC 2.5 touch screen de 7 polegadas. Em equipamentos fica devendo as rodas de liga leve, que nessa versão são de aço, de 15 polegadas, com calotas.

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 55.292

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 3 cil., 1.497 cm³, 12V, 137/130 cv a 6.500 rpm, 16,2/15,6 mkgf a 4.500 rpm
    Câmbio: automático, 6 m, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
    Pneus: 205/65 R15
    Dimensões: compr., 426,9 cm; largura, 176,5 cm; altura, 169,3 cm; entre-eixos, 251,9 cm; porta-malas, 356 l; tanque, 52 l; peso, 1.279 kg
    Principais itens de série: ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo, freios ABS, isofix, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, sistema de proteção anticapotamento, central multimídia e comandos no volante

    Hyundai Creta Attitude

     

    A versão PcD do SUV da Hyundai continua oferecendo itens importantes como assistente de partidas em rampas, controles eletrônicos de estabilidade e tração e sinalização de frenagem de emergência, porém não conta com rodas de liga leve, central multimídia (apesar de ter comandos no volante), vidros com acionamento one touch, tampão do porta-malas e faróis de neblina.

    Esses equipamentos não estão disponíveis como itens opcionais, mas tem sido oferecidos como acessórios nas concessionárias, elevando o valor do SUV para quase R$ 70.000 mesmo após a isenção.

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 54.662

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 1.591 cm³, 16V, 130/123 cv a 6.000 rpm, 16,5/16 mkgf a 4.500 rpm
    Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
    Pneus: 205/65 R16
    Dimensões: compr., 427 cm; largura, 178 cm; altura, 163,5 cm; entre-eixos, 259 cm; porta-malas, 431 l; tanque, 55 l; peso, 1.359 kg
    Principais itens de série: ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, freios ABS, isofix.

    Continua após a publicidade

    Jeep Renegade 1.8 AT

    O Jeep Renegade continua firme e forte em oferecer uma opção para o público PcD, porém a versão de entrada conta apenas com predisposição pra rádio e rodas de aço de 16 polegadas. Mas não decepciona na segurança, com controle de estabilidade e tração, auxiliar de partida em rampa, freios a disco nas 4 rodas, luzes diurna, freio de estacionamento eletrônico e monitoramento indireto dos pneus.

    O modelo já chegou a ser líder em vendas no segmento PcD, sendo ultrapassado recentemente pelo VW T-Cross

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 54.662

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 1.747 cm³, 16V, 139/135 cv a 5.750 rpm, 19,2/18,7 mkgf a 3.750 rpm
    Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), McPherson (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
    Pneus: 215/65 R16
    Dimensões: compr., 423 cm; largura, 180 cm; altura, 166 cm; entre-eixos, 257 cm; porta-malas, 320 l; tanque, 60 l; peso, 1.432 kg
    Principais itens de série: ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo, freios ABS, isofix, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, freio de estacionamento eletrônico, monitoramento dos pneus, sistema Start&Stop, ajuste de altura e de profundidade do volante, piloto automático, rodas de liga.

    Peugeot 2008 Allure

     

    O Peugeot 2008 é bem completo em sua versão Allure. Tudo bem, ele fica devendo os controles de tração e estabilidade, mas compensa ao oferecer central multimídia completa que muitos dos seus concorrentes não oferecem mais.

    O modelo conta ainda com ar-condicionado manual, direção elétrica, faróis de neblina, câmera de ré, rodas de liga aro 16′, computador de bordo, luzes diurnas em LEDs e piloto automático.

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 54.665

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 1.587 cm³, 16V, 118/115 cv a 5.750 rpm, 16,1/16,1 mkgf a 4.000 rpm
    Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
    Pneus: 205/60 R16
    Dimensões: compr., 415,9 cm; largura, 173,9 cm; altura, 158,3 cm; entre-eixos, 254,2 cm; porta-malas, 355 l; tanque, 55 l; peso, 1.248 kg
    Principais itens de série: 4 airbags (frontais e laterais), isofix, freios ABS, ar-condicionado manual, direção elétrica, piloto automático, central multimídia, comandos no volante.

    Renault Captur Life

    O representante da Renault pra esse público não conta com central multimídia e nem com rodas de liga leve, mas não descuida da segurança e oferece controles eletrônicos de estabilidade e tração, apoio de cabeça e cinto de três pontos para todos os ocupantes e sistema Isofix.

    Há ainda ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, luzes diurna em LED, piloto automático, partida por botão e assistente de partida em rampas. 

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 54.945

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 1.597 cm³, 16V, 120/118 cv a 5.500 rpm, 16,2/16,2 mkgf a 4.000 rpm
    Câmbio: CVT, 6 marchas, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
    Pneus: 215/65 R16
    Dimensões: compr., 432,9 cm; largura, 181,3 cm; altura, 161,9 cm; entre-eixos, 267,3 cm; porta-malas, 437 l; tanque, 50 l; peso, 1.286 kg
    Principais itens de série: ar-condicionado, direção eletro-hidráulica, 4 airbags, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, piloto automático, partida por botão.

    Volkswagen T-Cross Sense

    Mesmo conquistando a liderança do mercado brasileiro em julho graças às vendas da versão PcD, a linha 2021 do T-Cross Sense perdeu equipamentos de série, como a central multimídia, para seguir disponível abaixo do limite de R$ 70.000.

    Além disso não conta mais com rodas de liga leve sendo oferecido com rodas de aço de 16 polegadas com calotas integradas. É possível acrescentar os itens perdidos por meio de kits de acessórios oferecidos pela rede de concessionárias, mas o preço pode chegar a R$ 70.000 com todos os equipamentos.

    Preço original: R$ 69.990 / Preço PcD: R$ 57.630

    Ficha técnica
    Motor: flex, diant., transv., 3 cilindros, 999 cm³, 12V, 128/116 cv a 5.500 rpm, 20,4/20,4 mkgf a 2.000 rpm
    Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
    Direção: elétrica
    Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
    Freios: disco ventilado (diant.), tambor (tras.)
    Pneus: 205/60 R16
    Dimensões: comprimento, 419,9 cm; largura, 175,1 cm; altura, 156,8 cm; entre-eixos, 265,1 cm; porta-malas, 373 l; tanque, 52 l; peso 1.190 kg
    Principais itens de série: ar-condicionado manual, direção elétrica, retrovisores elétricos, faróis de neblina com DRL, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), isofix, alarme, volante multifuncional.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade