Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Civic Type R ou GR Corolla? Como são os hot hatches que chegam em breve

Civic Type R e GR Corolla levam a rivalidade no segmento dos sedãs para as pistas e vão disputar a preferência dos brasileiros em suas versões esportivas

Por João Vitor Ferreira
31 Maio 2023, 10h14

Dos sedãs médios aos hatches esportivos. Se a rivalidade entre Honda Civic e Toyota Corolla deu uma esfriada no tradicional segmento de sedãs, por conta da diferença de preço (hoje, o Civic só é encontrado com híbrido e custando R$ 40.000 mais caro que o Corolla Hybrid), nos próximos meses a disputa entre os dois ficará bem acirrada entre os hatches esportivos com mais de 300 cv.  

O Honda Civic Type R e o Toyota GR Corolla estarão nas concessionárias brasileiras até julho e prometem dividir a preferência dos fãs, que seguem carentes por hot hatches com câmbio manual. A última leva, em um andar abaixo, veio por volta de 2015, com Fiat 500 Abarth, Suzuki Swift Sport, Citroën DS3, Peugeot 208 GT e Renault Sandero RS. Também houve alguns poucos Mini Cooper S com câmbio manual à venda no Brasil.

Civic Type R
Honda Civic Type R (Divulgação/Quatro Rodas)

O que vai sobrar é a dúvida: qual dos dois hatches japoneses é o melhor? Essa pergunta só poderá ser respondida depois de seus respectivos lançamentos. Mas é possível compará-los nos mínimos detalhes e esmiuçar todas as suas características.

Continua após a publicidade

Na estética, cada um tem seu estilo próprio. O Civic Type R é um tanto maior maior. Embora venha na carroceria hatch, ele tem 4,59 m de comprimento, sendo é apenas 4 cm menor que o Corolla sedã. O GR Corolla, por sua vez, tem 4,11 m de comprimento (ou 3 cm a menos que o Yaris hatch) e também é 4 cm mais estreito que o Civic (o Honda tem 1,89 m de largura). Mas o Toyota é mais alto, medindo 1,45 m de altura contra 1,40 m.

gr corolla
Toyota GR Corolla (Divulgação/Toyota)

As dimensões maiores do Honda refletem no seu design que tem uma traseira um pouco mais alongada. Já o Corolla tem mais jeitão de hatch tradicional. No caso do Civic Type R, essas medidas cresceram em relação ao modelo da geração anterior, como uma forma de melhorar a estabilidade na pista. Na dianteira, os dois modelos têm em comum uma grade generosa, que usa do seu tamanho para melhorar o arrefecimento e a aerodinâmica.

Continua após a publicidade

No Civic, além de maior, a grade também está mais alta para abrigar o novo intercooler e direcionar o ar para os freios. A Toyota também se preocupou em aproveitar o ar para resfriar o sistema de freios, mas criou duas tomadas de ar nas extremidades exclusivamente para isso.

2023 Honda Civic Type R

Por falar nos freios, o Corolla usa pinças de 4 pistões e discos ventilados, sendo de 16’’ na traseira e 18’’ na dianteira. No Civic o conjunto é da Brembo e também tem 4 pistões. A diferença é que apenas a dianteira tem discos ventilados de 13,8″. A traseira recebe discos sólidos de 12’’.

Nas rodas, o Civic Type R se destaca por um conjunto mais largo de 19″ com pneus 265/30. No Corolla, elas têm 18’’ e os pneus são de perfil 235/40.

Continua após a publicidade
Toyota GR Corolla
Escapamento triplo é uma característica em comum entre os dois (Divulgação/Toyota)

Partindo ao que mais importa, os dois hatches esportivos usam motor bem distintos. A Honda optou por manter o 2.0 turbo com injeção direta da geração anterior do Type R, mas não sem fazer melhorias. O quatro cilindros está mais leve e teve ganho de potência e torque. Para o Type R de sexta geração ele gera 330 cv a 6.300 rpm entre 2.000 a 4.000 rpm. 

Compartilhe essa matéria via:

O GR Corolla tem motor menor, mas que já provou seu potencial. O três cilindros 1.6 turbo foi criado pela Gazoo Racing, divisão esportiva da Toyota, e é o mesmo o GR Yaris. No Corolla, ele chega aos 304 cv a 6.500 rpm e 37,7 kgfm de 3.000 a 5.500 rpm. São 24 cv a menos, mas isso apenas nas especificações mais potentes. Devido às leis de emissão brasileiras, é bem provável que essas potências diminuam. No caso do Civic, é possível citar a versão que está à venda nos EUA, que tem 319 cv. 

Continua após a publicidade

Novo Honda Civic Type R 2023

Em questão de câmbio, os dois estão bem parecidos. Como bons esportivos, ambos têm câmbio manual de seis marchas com relações curtas e curso da alavanca reduzido. Os dois também têm a função Rev Match, um punta-tacco eletrônico que eleva automaticamente a rotação do motor em reduções de marcha.

Brasil terá um novo Corolla — importado e altamente esportivo

O que muda é a tração. Mais conservadora, a Honda quis manter a tração exclusivamente dianteira no Type R, enquanto a Toyota optou por uma tração integral variável no GR Corolla, com opções de distribuição de torque 50/50, podendo chegar ao máximo de 60% na frente e 70% na atrás.

Continua após a publicidade

Para compensar, o Civic tem diferencial de deslizamento limitado, que melhora seu desempenho nas curvas. O Corolla usa um diferencial de deslizamento Torsen nos dois eixos, uma tecnologia compartilhada com outros carros.

2023 Honda Civic Type R
(Divulgação/Honda)

Partindo para a suspensão, os dois trazem um conjunto independente nas quatro rodas com McPherson na dianteira. A diferença está na suspensão traseira, onde o GR usa Double Wishbone e o Civic multilink, ambos com amortecedores adaptativos. 

Por último —  e talvez um pouco menos importante  o interior. Bancos esportivos do tipo concha com revestimento fino nos dois lados. Ambos também têm quadro de instrumentos digital e central multimídia, que foca em fornecer ao piloto todas as informações necessárias. Logo, não espere recursos muito requintados. Em relação ao espaço, a vantagem é do Civic, graças às suas dimensões mais generosas.

Quadro de instrumentos digital tem layout feito por pilotos de corrida
Quadro de instrumentos digital do Corolla tem layout feito por pilotos de corrida (Divulgação/Toyota)

Com as principais especificações mecânicas apresentadas, fica faltando só um detalhe para escolher entre os dois hot hatches japoneses: o preço. Nos EUA, o Corolla tem preço inicial de US$ 35.900 (R$ 181.400, aproximadamente), enquanto o Civic parte dos US$ 43.990 (R$ 222.300). Ambos têm potencial para serem os carros mais caros e exclusivos das respectivas fabricantes no Brasil.

O lado bom é que falta pouco tempo para sabermos qual dos dois terá o melhor custo-benefício e performance.

Bancos Type R
No Type R, os bancos tem um acabamento em veludo (Divulgação/Honda)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.