Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Chrysler quer ocupar o motorista enquanto piloto automático estiver ligado

Conceito de interior da marca norte-americana explora novas utilidades para os ocupantes quando dirigir se tornar dispensável

Por Eduardo Passos
4 jan 2023, 19h12

Na CES, maior feira de eletrônicos do mundo, que acontece em Las Vegas (EUA), a Chrysler não apresentou um novo carro propriamente, mas a parte mais tecnológica dele. A Stellantis revelou como serão seus futuros elétricos em termos de conectividade, telas e inteligência artificial, também abordando as novas “ocupações” do motorista em tempos de direção autônoma.

Batizado de Chrysler Synthesis, o modelo em tamanho real de uma cabine automotiva reúne as principais características que estarão no primeiro carro elétrico da marca, previsto para 2025. Nele, o mundo físico e virtual se juntam em tecnologias que também estarão disponíveis no Brasil em breve.

Chrysler Airflow
Chrysler Airflow é conceito que adianta o EV da marca, esperado para 2025 (Divulgação/Chrysler)

Ao todo, são 37,2’’ de telas, separadas em dois visores. O maior deles reúne quadro de instrumentos e uma central multimídia principal — ambos com design elegante que utiliza neon e tons escuros para informar da música que toca à rota que deve ser seguida no GPS. A tela menor atende ao passageiro da frente e traz uma saliência que atravessa o painel horizontalmente.

Mais do que imagem, entretanto, a Chrysler destaca o poder computacional da STLA Brain. O “cérebro” dos novos carros da Stellantis segue a tendência de unificar sensores físicos em uma central dedicada, simplificando e aumentando o poder de processamento e gerenciamento do veículo.

Chrysler brand continues its revitalization and transformation journey with the Chrysler Synthesis Cockpit, which highlights the fusion of advanced Stellantis technology and Chrysler brand’s contemporary, technology forward-yet-sustainable interior design to create “Harmony In Motion” in everyday lives of customers.
Chrysler terá portfólio todo elétrico de 2028 em diante (Divulgação/Chrysler)

Na prática, isso significa que o carro poderá receber melhorias significativas em sistemas como direção e motor via internet. Também será possível sincronizar toda a vida digital dos ocupantes com os displays, de modo que a tela do passageiro, por exemplo, exiba os compromissos da agenda ou sugestões de um programa de TV que ele goste e cujo episódio possa ser visto por completo no tempo estimado em rota.

Compartilhe essa matéria via:

O motorista, por outro lado, receberá sugestões de onde estacionar e carregar o veículo direto no painel, enquanto pode comandar eletrodomésticos de sua casa para que, por exemplo, o ar-condicionado já tenha esfriado a sala no momento que ele estacionar na sua garagem.

Continua após a publicidade
Chrysler Airflow
Chrysler Airflow (Divulgação/Chrysler)

Também há planos de criar um novo tipo de entretenimento de bordo, de olho na era da automação veicular. Com cabeça livre da estrada, os ocupantes poderão curtir de karaokê a meditações guiadas.

Novo luxo

Outra tendência que a Chrysler seguirá daqui em diante é de um novo estilo de luxo, que aposta forte na sustentabilidade e renega a opulência de antigamente. Todos os materias de acabamento são reciclados e livres de metais como o cromo. O couro do assentos é curtido com substâncias vegetais (mais ecológicas) e o tecido mélange que circunda as telas é feito com plástico pós-industrial reciclado, além de materiais que anteriormente eram lixo boiando no mar.

The Chrysler Synthesis interior conveys a modern and spacious sanctuary compatible with Level 3 autonomous driving functionality. Interior appointments complement the cockpit’s personalization features while enhancing comfort and the overall mobility experience.
Interior não é vegano, mas todos os materiais têm origem sustentável e/ou de reciclagem (Divulgação/Chrysler)

Ainda que conceitos e estilos de acabamento variem de marca para marca, os recursos tecnológicos apresentados pela Chrysler são comum nos futuros modelos da Stellantis, que serão baseados nas plataformas STLA. O Brasil, claro, receberá parte desse portfólio, incluindo a nova geração do Jeep Compass, que deve ser baseado na plataforma STLA Medium ou STLA Small.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.