Clique e assine por apenas 8,90/mês

Chevrolet Trailblazer vira SUV compacto entre Tracker e Equinox na China

Derivado do futuro Trax americano, SUV compacto-médio nada tem a ver com nosso utilitário grandalhão derivado da S10, a não ser o nome

Por Leonardo Felix, Paulo Campo Grande, a37171 - 1 abr 2019, 16h21
Teaser dos novos Chevrolet Trailblazer e Tracker Divulgação/Chevrolet

A GM promete duas novidades para o Salão de Xangai 2019.

A primeira interessa bastante ao mercado brasileiro e já está mais do que dissecada: trata-se da nova geração do Tracker, a ser feita em São Caetano do Sul (SP) no ano que vem.

Utilizará, conforme revelado em primeira mão por QUATRO RODAS, motores 1.0 e 1.2 turbo.

Novo Tracker será brasileiro e terá motores 1.0 e 1.2 turbo Reprodução/Internet

Já a segunda é o novo Chevrolet Trailblazer. Espera lá: estamos falando do SUV grandalhão derivado da S10? Não. Na verdade, tirando o nome ele nada tem a ver com o utilitário montado sobre chassi de longarina em São José dos Campos (SP).

Continua após a publicidade

Trata-se de um SUV compacto-médio a ser oferecido aos chineses como opção intermediária entre o Tracker e o Equinox. E que, na verdade, será o novo Chevrolet Trax americano rebatizado com o nome do SUV brasileiro.

Novo Chevrolet Trax flagrado nos EUA: na China, será Trailblazer SUVsandtrucks.com/Internet

Mas espera lá (de novo): o Trax vendido nos Estados Unidos não é o nosso Tracker? Atualmente sim, mas ambos virarão modelos diferentes quando trocarem de geração, quase simultaneamente, no ano que vem.

Enquanto o futuro Tracker brasileiro será derivado da plataforma modular GEM, desenvolvida em parceria com os chineses da Saic para mercados emergentes, o Trax nascerá da base VSS-S, voltada à América do Norte.

Tirando o nome, nossa grandalhona Trailblazer nada tem a ver com a xará chinesa Christian Castanho/Quatro Rodas

Portanto, apesar dos aproximadamente 4,45 metros de comprimento, que o fazem ser um rival na medida para Jeep Compass e Volkswagen Tarek, o Trax/Trailblazer deve ter poucas chances de vir ao Brasil.

Continua após a publicidade

Em vez dele, a GM prepara outro SUV de porte compacto-médio, muito provavelmente usando também a plataforma GEM, para ser feito na Argentina em 2020, com investimento de US$ 300 milhões na fábrica de General Alvear.

Publicidade