Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

BYD King e Song Pro chegam ao Brasil e já têm data de lançamento

Os dois modelos desembarcaram no posto de Suape (PE) e estreiam no Brasil nos próximos meses

Por João Vitor Ferreira
Atualizado em 14 jul 2024, 09h15 - Publicado em 29 Maio 2024, 09h00

Pela primeira vez, os BYD King e Song Pro foram vistos oficialmente no Brasil. Antes, eles já rodavam por nossas ruas e estradas em fase de teste, sempre bem camuflados. Mas agora, a BYD desembarcou centenas de unidades, que darão início à comercialização dos modelos por aqui.

Os King chegaram no novo navio da BYD, o Explorer 01, feito exclusivamente para exportar seus carros para o resto do mundo. As primeiras “centenas” de unidades desembarcaram por aqui pelo porto de Suape, em Pernambuco. Ao todo a montadora informa que 5.000 carros foram exportados para o Brasil nessa primeira leva do navio próprio.

BYD King porto
5.000 unidades desembarcaram no porto pernambucano, das quais algumas “centenas” eram do King (Eduardo Passos/Quatro Rodas)

O King chega ao Brasil com uma missão importante: bater o Toyota Corolla híbrido em vendas. Para isso, o sedã médio da BYD traz um trem de força híbrido plug-in, que une o motor 1.5 aspirado de 110 cv e 13,4 kgfm ao motor elétrico, montado no câmbio e-CVT, de 197 cv e 33,4 kgfm.

BYD King porto
(Eduardo Passos/Quatro Rodas)

O conjunto tem uma bateria de 18,4 kWh, que garante até 100 km de autonomia elétrica, segundo a BYD. Esse é um benefício exclusivo dos carros plug-in, que não está presente na mecânica híbrida plena do Corolla. O King também tem vantagem no consumo de combustível, com a marca divulgando uma média de 28 km/l, enquanto o sedã japonês teve médias de 18,1 km/l na cidade e 15,7 km/l na estrada em nosso último teste.

Continua após a publicidade

A BYD ainda não confirmou a potência combinada, mas essa mecânica é superior à do Song Plus, que por sua vez é usada nas versões de entrada do BYD King chinês — por lá chamado de Destroyer 05 ou BYD Qin Plus — que entrega 235 cv. Logo, podemos assumir que ele supera o Corolla e seus três motores que somam 122 cv.

BYD King porto
(Eduardo Passos/Quatro Rodas)

Bem equipado, o sedã traz itens como piloto automático adaptativo (ACC), assistente de permanência em faixa, reconhecimento de placas, seis airbags, chave NFC, rede WiFi 4G e atualizações via internet. Há também a tradicional central multimídia giratória de 15,6 polegadas e um quadro de instrumentos digital de 8 polegadas.

Continua após a publicidade

O King começa a ser vendido em julho, mas sem preço confirmado. Espere algo próximo dos R$ 200.000 que a Toyota cobra pela versão topo de linha do Corolla híbrido.

BYD King porto
(Eduardo Passos/Quatro Rodas)

Mais gente chegando

O BYD King teve companhia durante a viagem. Ao todo, a BYD trouxe 5.000 carros no seu navio, entre eles, outro forasteiro, que também só havia sido visto por aqui disfarçado.

Continua após a publicidade
BYD Song Pro porto
O Song Pro viajou junto com o King e estreia em junho (Eduardo Passos/Quatro Rodas)

O BYD Song Pro é quase uma versão de entrada do Song Plus e será concorrente direto do Jeep Compass e Toyota Corolla Cross. Com estreia confirmada para o mês de junho, o SUV médio deverá ter preço próximo dos R$ 200.000, para poder fazer frente aos rivais e não afetar as vendas do “irmão” Song Plus.

BYD Song Pro porto
(Eduardo Passos/Quatro Rodas)

Embora o design seja bem semelhante, o Song Pro tem alguns detalhes mais simples, assim como o acabamento interno. Ele também é um pouco menor, com seus 4,73 metros de comprimento, 1,86 m de largura, 1,70 m de altura e 2,71 m de entre-eixos. Ou seja, é 3 cm menor na largura e 5 cm no entre-eixos, mas é 3 cm maior no comprimento e 2 cm mais alto que o Plus.

BYD Song Pro porto
(Eduardo Passos/Quatro Rodas)

A mecânica é semelhante, mas um pouco menos potente. O motor a combustão também é um 1.5 aspirado aliado a outro elétrico para entregar 197 cv combinados, enquanto no Song Plus são 235 cv. A dúvida fica em relação, que pode ser de 12,9 kWh e 18,3 kWh, cada uma oferecendo 71 km e 110 km de autonomia elétrica, respectivamente.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.