Clique e assine por apenas 8,90/mês

Bugatti Chiron tem recall para todas as unidades produzidas

As 47 unidades entregues do hiperesportivo serão retiradas na casa do proprietário pela própria fabricante

Por Mateus Silveira - Atualizado em 9 jan 2018, 17h31 - Publicado em 11 dez 2017, 13h37
Suas 2 toneladas vão de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos
Nem mesmo um hiperesportivo como o Chiron escapou de um recall global Dominique Fraser/Quatro Rodas

O Bugatti Chiron custa em torno de 3,04 milhões de euros (R$ 11 milhões) e leva nove meses para ser produzido. Apesar da fabricação artesanal, todas as unidades já entregues do hiperesportivo estão envolvidas em recall. Não é muito: de tão exclusivo, apenas 47 carros estão envolvidos.

O defeito estaria em algumas soldas da montagem do banco. A falha pode ocasionar em alteração de posição repentina ou até quebra do assento, algo extremamente perigoso para um veículo que acelera até os 400 km/h.

Apenas 20 funcionários fazem a montagem de no máximo 70 unidades por ano
Produção do Chiron é artesanal: apenas 20 funcionários fazem a montagem de no máximo 70 unidades por ano divulgação/Bugatti

A Bugatti irá avaliar a estrutura e, se necessário, realizar a substituição completa do banco.

Em recalls comuns, como os dos recém-chamados Kwid e Argo, que tiveram quase todas as unidades produzidas convocadas, os proprietários devem agendar uma data e levar o veículo até a concessionária.

Continua após a publicidade
Apesar de sofisticados, bancos concha remetem ao estilo de competição
Falha estaria nas soldagens do banco de concha do Chiron Dominique Fraser/Quatro Rodas

Os proprietários do Chiron não precisam se preocupar com isso. Após a notificação do recall, a própria Bugatti marcará uma data para buscar os esportivo onde ele estiver.

Com produção limitada a 500 unidades ao longo de 10 anos, o Chiron tem fila de espera de até quatro anos para ser entregue. Com isso, uma unidade seminova custa mais caro que a 0-km.

Publicidade