Clique e assine por apenas 5,90/mês

Bugatti Chiron seminovo é vendido por valor superior a um novo

Com apenas 2.140 km rodados, unidade à venda custa cerca de 1 milhão de euros a mais que o preço original

Por Mateus Silveira - 6 nov 2017, 15h41
Unidade usada rodou 2.140 km até entrar à venda Romans International/Divulgação

No mundo automotivo existe uma premissa: após a compra de um carro zero, a desvalorização é imediata. Mas para toda regra há exceções, e o Bugatti Chiron provou isso.

A concessionária inglesa Romans International colocou à venda uma unidade do superesportivo. O preço é de £ 4.100.365 (R$ 15,5 milhões), valorizando 35% em relação ao modelo novo – 3,04 milhões de euros (R$ 11,415 milhões).

Para adquirir o modelo usado o comprador irá desembolsar cerca de 1 milhão de euros a mais que uma unidade nova Romans International/Divulgação

Como serão produzidas apenas 500 unidades ao longo de 10 anos, quem resolver adquirir um Chiron hoje entrará em uma fila de espera de três a quatro anos para conseguir colocar a máquina na própria garagem.

E essa possibilidade de “furar a fila” é a explicação da Romans International para o lucro estimado em mais de 1 milhão de euros por um modelo usado e que ainda pode ser encontrado na Bugatti.

Interior conta com couro e fibra de carbono como pacotes adicionais Romans/Divulgação

A unidade à venda tem a cor preta e ainda conta com pacotes opcionais interessantes – e caros. A cabine foi revestida em couro e carbono pelo preço de 60.500 euros e os bancos em fibra de carbono por 18.236 euros.

O Chiron é capaz de atingir 400 km/h em apenas 32,6 segundos graças aos seus 1.500 cv e 163,1 mkgf de torque. Antes de ir à venda, seu antigo dono ainda aproveitou um pouco do poder que o superesportivo tem rodando 2.140 km. 

A Romans International preparou um vídeo do Chiron à venda:

Continua após a publicidade
Publicidade