Brasileiro constrói em casa carros estilo calhambeque com peças de moto

Carlos Costa, de 87 anos, achou uma forma diferenciada de "marcar sua história": produzindo carros inspirados em modelos dos anos 1900

Mãos à obra: o carro foi inspirado em modelos de 1900

Mãos à obra: o carro foi inspirado em modelos de 1900 (Renato Pizzuto/Quatro Rodas)

Há quem deixe uma casa, uma joia ou apenas o sobrenome de herança. No caso de Carlos Costa Carvalho, de 87 anos, ele quer deixar um legado com alguns carros construídos com as próprias mãos.

Desde que era jovem, o aposentado que mora em Santos (SP) tinha no sangue o desejo de criar. E foi o que ele fez: construiu três trenzinhos, um bondinho e um carrinho.

As criações deram tão certo que foram vendidas para o primeiro grande parque de diversões do Brasil, a Cidade da Criança, em São Bernardo do Campo (SP), nas décadas de 60 e 70.

Carlos usa como base modelos antigos da Ford, Mercedes e Scania

Carlos usa como base modelos antigos da Ford, Mercedes e Scania (Renato Pizzuto/Quatro Rodas)

Mas seu feito mais recente não é uma Brasília e muito menos uma Kombi. Na verdade é um carro inspirado nos primeiros automóveis. A peça – que para alguns pode ser confundida com uma minicarruagem – não é uma réplica.

Carlos comenta que cerca de dez marcas construíram carros desse tipo na época.

Ele usou como base modelos fabricados por Ford, Mercedes e Scania, e criou algo totalmente novo. A paixão pelos primeiros carros sempre existiu, mas o projeto só começou a ser pensado há cinco anos.

Entre desenhar, fundir e soldar, o aposentado construiu o carro de forma artesanal: sem o auxílio de um engenheiro e com algumas peças recicladas de um ferro-velho, ele utilizou a oficina de serralheria de seu filho para dar forma ao carro.

Para movimentar o carro, o aposentado utilizou um motor de quadriciclo

Para movimentar o carro, o aposentado utilizou um motor de quadriciclo (Renato Pizzuto/Quatro Rodas)

O que move a pequena carruagem de Carlos é um motor de quadriciclo. As rodas raiadas e os retrovisores fixos, por sua vez, foram extraídos de uma motocicleta.

Com uma peça ali e outra aqui, o carro ficou pronto em julho deste ano. Agora, a vontade do aposentado é oficializar a sua criação.

“Gostaria de emplacar o carro. Sempre passeio com meus netos, mas rodo apenas dentro da minha propriedade. Eles é que herdarão o carro de que tanto gostam e isso me deixa ainda mais feliz e orgulhoso”, diz.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s