Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Bentley Flying Spur é transformado em picape de luxo com mais de 600 cv

Levando mais de um ano para ficar pronta, a modificação transformou a antiga limusine em uma das picapes pequenas mais potentes do mundo

Por João Vitor Ferreira 2 ago 2021, 20h27
picape Bentley
DC Customs UK/Instagram

Algumas pessoas são tão ricas que podem comprar os carros mais caros do mundo. Já outras possuem tanto dinheiro que podem, não só comprar esses veículos, como também fazer o que der na telha com eles. Kim Kardashian e o seu Lamborghini Urus de pelúcia são bons exemplos. 

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Não tão absurda quanto a ideia da socialite americana, uma pessoa não identificada levou a seu Bentley Continental Flying Spur da primeira geração até a DC Customs, no Reino Unido, para transformá-lo em uma picape.

Especializada em modificar veículos do grupo Volkswagen, a equipe de customização trabalhou por 18 meses neste projeto. O sedã de luxo teve seu teto encurtado e suas portas traseiras foram soldadas para compor as paredes da nova caçamba, que recebeu acabamento em madeira teca para não perder a classe.

  • O novo visual tira um pouco daquela aparência de carrão de alto luxo e adiciona um pouco mais de ousadia ao Flying Spur. O novo design faz jus ao motor, afinal o capô ainda esconde o motor W12 6.0 biturbo de 634 cv, bem potente para uma camionete.

    motor Bentley picape

    Continua após a publicidade

    O motor possui duas fileiras de 6 válvulas cada montadas em V.Em sua página do Instagram, a DC Customs descreveu esse como “uma das maiores criações e um dos maiores desafios” que já tiveram. “Muitas pessoas pensaram que estávamos loucos cortando um Flying Spur — provavelmente certas — e pensaram que simplesmente não ficaria bom. Mas, particularmente, acho que acertamos em cheio e devo admitir que estou orgulhoso deste trabalho”, completa a equipe na postagem.

    Bentley picape modificado lateral
    DC Customs UK/Instagram

    O processo foi bem meticuloso e tudo foi feito para parecer original. Na última divisão da janela, por exemplo, segundo os construtores foi usado um acabamento cromado original da Bentley, seguindo o mesmo desenho do vidro feito sob medida, para manter a aparência sofisticada. Para a escrita “Decadence”, encontrada na porta traseira, foi usada exatamente a mesma fonte padrão da marca.

    loco criado para modificação flying spurs
    DC Customs UK/Instagram

    A pintura também foi difícil, principalmente nas partes da carroceria feitas a mão. Já a caçamba de madeira exigiu duas semanas de trabalho para ser montada, envernizada e polida. A porta do compartimento de carga utiliza os mesmos componentes eletrônicos do bagageiro original.

    Picape bentley carroceria
    Carroceria pronta e esperando para começar a pintura DC Customs UK/Instagram

    Vendida de 2005 a 2013, a primeira geração do Flying Spur tinha preço na casa dos U$ 358.000, que em conversão atual daria algo em torno dos R$ 1.800.000 hoje. O preço de toda modificação não foi divulgado, mas pelo bom trabalho realizado, pode-se deduzir que a “picape Bentley” tenha valorizado um bocado.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Edição de julho

    A edição 747 de QUATRO RODAS já está nas bancas!

    Continua após a publicidade
    Publicidade