Clique e assine por apenas 8,90/mês

AMG GT C Roadster é para andar (rápido) de cabelo ao vento a R$ 1,2 milhão

Mercedes também traz ao Brasil o novo Classe A 35 4Matic e o AMG GLC 63

Por Leonardo Felix - 29 nov 2019, 13h40
Um conversível de mais de R$ 1,2 milhão Divulgação/Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz lança nesta semana no Brasil conversível AMG GT C Roadster. As vendas começam imediatamente, mas para ter um na garagem e rodar (rápido) por aí de cabelos ao vento será preciso desembolsar nada menos que R$ 1.256.900.

Estamos falando do terceiro carro mais caro da marca, atrás apenas de GT R e GT R Pro. Sua capota é de lona e pode ser aberta com o veículo em movimento a até 50 km/h, em processo que demanda 11 segundos.

Mas prepare-se, pois com o motor V8 biturbo de 4 litros, aqui calibrado para entregar 557 cv e 68,3 mkgf, o tempo para contemplar a paisagem será muito escasso.

Teto retrátil de lona se abre em 11 segundos Divulgação/Mercedes-Benz

Seu 0-100 km/h, segundo o fabricante, ocorre em 3,7 segundos, com velocidade máxima de 316 km/h limitada eletronicamente. O câmbio é o conhecido Speedshift, automatizado de dupla embreagem com sete marchas.

Continua após a publicidade

Entre os itens de série, o GT C Roadster traz quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas, central multimídia de 10,25 polegadas e sistema de GPS que permite registrar informações de desempenho em pista fechada durante um track day.

A tração é integral inteligente, sistema conhecido como 4Matic+, com entrega de torque prioritariamente ao eixo traseiro, mas com distribuição dinâmica que pode variar a uma distribuição de até 50:50.

O esportivo conversível ainda tem grade e faróis inspirados no GT 63 quatro portas e novo difusor. Os compradores ainda poderão escolher entre 10 opções de cores externas e cinco de acabamento interno.

Hot hatch custa R$ 279.900 Divulgação/Mercedes-Benz

Também foi anunciado o preço do Classe A 35 4Matic, que já chegara em setembro, com 40 unidades da série especial Launch Edition. Agora em versão comum, o hot hatch custa R$ 279.900.

Continua após a publicidade

O motor 2.0 turbo de 306 cv e 400 Nm vem aliado ao câmbio Speedshift de sete marchas e conta com tração integral com entrega prioritária ao eixo dianteiro.

Versão tem 306 cv e tração integral Divulgação/Mercedes-Benz

Traz ainda controle de arrancada em modo Sport, que agora opera apenas com pressão simultânea dos pés nos pedais de freio e acelerador. Outros equipamentos são o assistente ativo de frenagem e duas telas de 10 polegadas para o quadro de instrumentos e o MBUX. Há 10 opções de cores, incluindo o amarelão das fotos.

Divulgação/Mercedes-Benz

A Mercedes também está apresentando no Brasil o SUV envenenado AMG GLC 63, equipado com o mesmo propulsor V8 a gasolina do GT C Roadster, porém numa configuração de 476 cv e 66,3 mkgf, além da tração 4Matic. Sua caixa de marchas, entretanto, é automática de nove relações, com uma embreagem multidisco substituindo o conversor de torque.

No caso do utilitário médio, o tempo anunciado do 0 a 100 km/h é 4 s, e a máxima controlada eletronicamente fica em 270 km/h. Ele ainda se destaca das demais versões por ter faróis com 84 pontos de led, rodas aro 21 e difusor traseiro. A central multimídia inteligente MBUX também faz parte do pacote, que resulta nos R$ 549.900 pedidos.

Continua após a publicidade

 

Publicidade